Pref 13 e 14

Catalunha anuncia plebiscito de independência da Espanha para outubro

O governo do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, considera a consulta ilegal

Comentar
Compartilhar
10 JUN 2017Por Folhapress13h30
A Catalunha anunciou o plebiscito de independência da Espanha para outubroFoto: Divulgação

O governo regional da Catalunha, no nordeste da Espanha, anunciou nesta sexta-feira a celebração de um referendo de independência em 1º de outubro. O governo do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, considera a consulta ilegal.

O presidente da Generalitat, Carles Puigdemont, disse que haverá apenas uma pergunta na votação popular: "Quer que a Catalunha seja um estado independente em forma de república?". O presidente regional catalão fez o anúncio pela televisão, acompanhado por membros do Executivo local. Puigdemont disse que está aberto o diálogo com Madri, mas que a votação é inegociável

A Catalunha representa um quinto do Produto Interno Bruto (PIB) espanhol e tem mais de 7 milhões de habitantes.

O Tribunal Constitucional da Espanha já invalidou tentativas anteriores de referendo. Rajoy qualificou o anúncio como um "show" daqueles que desejam dividir a Espanha e afirmou que interromperá a votação, caso os políticos catalães ou o Parlamento regional tomem medidas formais para realizá-la.

"Não haverá nenhum plebiscito ilegal que vá contra a Constituição", afirmou o porta-voz do governo, Íñigo Méndez de Vigo, após a reunião semanal do gabinete. "Estamos enfrentando uma estratégia cada vez mais radical e que tem menos e menos apoio", comentou.

Colunas

Contraponto