11h : 45min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Sua contagem regressiva para 2017 pode ser em Salvador

O verão já está batendo às portas dos brasileiros! E verão lembra férias, e férias lembra praia e praia lembra paisagens paradisíacas e muito descanso!

Comentar
Compartilhar
18 DEZ 2016Por Da Reportagem14h30
Foto: Divulgação

Como é difícil escolher um roteiro nacional para as férias, ainda mais se você quer esperar o ano novo chegar, em grande estilo, com muita agitação e conforto. Não por falta de opção, pelo contrário, o Brasil oferece destino para todos os gostos e bolsos. Mas sem dúvida, os mais procurados para as férias de final de ano são os destinos que possuem praias. Claro que no quesito praias, nosso país é nota 10. A dica desta edição é magnifica Salvador, a capital dos baianos, povo alegre e acolhedor. Sem dúvidas, um destino para nunca mais esquecer!
Salvador oferece mais de 50 quilômetros das mais belas praias, a maioria delas emolduradas por coqueiros. Uma das mais frequentadas é o Porto da Barra, pois tem águas calmas e límpidas. Não deixe de maneira alguma de conhecer a praia de Itapuã, que foi imortalizada na música de Dorival Caymmi e Vinicius de Morais. 
O Brasil começou pela Bahia. Foi em Porto Seguro, no sul do Estado, onde hoje é a Baía de Cabrália, que Pedro Álvares Cabral ancorou a sua caravela; foi lá também a celebração da primeira missa que marcou a chegada dos portugueses ao País, em 1500. As primeiras vilas surgiram ali e a primeira capital brasileira foi Salvador, detentora hoje de uma cultura rica e conhecida no mundo todo. A Baía de Todos os Santos, onde fica a capital Salvador, só foi abordada pelos portugueses em 1501. Ali, Américo Vespúcio se estabeleceu e fez surgir à cidade que viria a ser a mais importante do Brasil durante quase todo o período da colonização. 
Além do turismo de sol e praia, dos grandes eventos como carnaval e Réveillon, da cultura e do patrimônio histórico, quem vier à Bahia tem também a opção do turismo étnico afro, com roteiros pela capital e Recôncavo Baiano.
Em Salvador, com mais de 80% da população afrodescendente, a cultura de matriz africana faz parte dos principais atrativos consumidos por turistas. A herança está presente na culinária baiana, na capoeira, no artesanato, nas roupas, nos penteados, nos trançados da palha e da piaçava, na arte em barro, nas igrejas e em muitas manifestações culturais.
Famosíssima pelo seu Carnaval, Salvador é recheada de destinos turísticos imperdíveis, sem falar claro do imperdível Réveillon, com muito calor humano e ritmo contagiante.
O Farol da Barra é o cartão-postal da cidade e um dos pontos turísticos mais conhecidos da capital baiana. Foi por lá que a cidade começou a se desenvolver. O monumento foi colocado no topo de uma torre de alvenaria de 37 metros e foi o primeiro farol a ser construído no continente americano. É uma das construções mais belas da cidade.
E quem nunca ouviu falar do Pelourinho: O bairro situado no Centro Histórico foi o ponto inicial do desenvolvimento econômico da cidade, no Século XVI. Muitas construções do lugar foram tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e são as principais atrações do ponto turístico. Desde 1985, é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. No Pelourinho, para chegar a instituições como a Casa de Jorge Amado, se deve percorrer estreitas ruas que mantêm suas características originais, como o chão de paralelepípedos.
Conhecer o Elevador Lacerda também é obrigatório para quem faz turismo na capital baiana. Inicialmente a função inicial do elevador era ligar a Cidade Baixa e a Cidade Alta de Salvador, mas hoje o equipamento tem um apelo mais turístico devido à vista deslumbrante da cidade, a 72 metros de altura.
O Dique do Tororó foi construído entre os Séculos XVII e XVIII, com o represamento da nascente do Rio Urucaia, para proteger a cidade de possíveis ataques, já que Salvador na época era a capital do Brasil. Hoje, o espaço de 110 mil m2 é o destino de quem quer descansar e se divertir nos finais de semana. O local possui deques para os pescadores, pista de corrida para esportistas, restaurantes e estacionamentos. 
Outro destaque de Salvador é o Solar do Unhão/MAM Bahia, um conjunto arquitetônico que abriga o Museu de Arte Moderna, um cais, uma senzala e um alambique. O local foi construído para ser a residência do desembargador Pedro Unhão Castelo Branco. Hoje é um ponto turístico bem visitado, que conta ainda com um jardim de esculturas e uma praça onde ocorrem apresentações folclóricas e musicais. 
A arquitetura da Igreja e Convento de São Francisco é a maior representante do estilo Barroco na Bahia e impressiona pela riqueza de detalhes em seus painéis e pela quantidade de ouro em seu interior. Já a Igreja do Senhor do Bonfim é a mais famosa de Salvador e seu padroeiro, um dos mais seguidos pelos fieis. Suas fitinhas fazem sucesso nos braços e tornozelos de muitos visitantes do local. 
O Mercado Modelo abriga mais de 200 lojas que oferecem lembranças de Salvador e da Bahia, a maioria delas artesanais. Além do comércio, o mercado abriga dois famosos restaurantes de comida típica baiana, o Camafeu de Oxóssi e o Maria de São Pedro.
E para encerrar sua viagem a Salvador, não deixe de visitar a Lagoa do Abaeté. Ponto turístico dos mais famosos na cidade, a lagoa de águas escuras é cercada por areia fina e branca e várias dunas formadas por partículas trazidas pelo vento da praia de Itapuã. A vegetação do entorno completa o belo cenário.
Que tal esperar 2017 na Bahia? Ainda dá tempo! É só procurar seu agente de viagens, fazer as malas e partir para a diversão! 

Colunas

Contraponto