19h : 58min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Revisão de carro, cuidados para não gastar além do necessário

Carro zero na mão, chave no bolso, pé na estrada – e a princípio nada de preocupação, pelo menos até os 10 mil primeiros quilômetros, quando acontece a primeira de uma série de revisões programadas

Comentar
Compartilhar
09 OUT 2016Por Da Reportagem17h00
Foto: Divulgação

Para as montadoras elas são uma forma de aumentar a garantia dos carros e quem deixa de cumprir alguma delas acaba perdendo o benefício. No entanto, a verdade é que volta e meia aparecem alguns serviços que não estão no pacote apresentado e que você tem que pagar por fora, então é bem interessante ficar a par dos mitos que cercam essa primeira revisão de carro para evitar gastos desnecessários e manter a garantia.

Revisão de carro, só em oficinas da rede autorizada
Quando o vendedor entrega a chave do carro zero ele já entrega também a tabelinha com as datas de todas essas revisões programadas. Há alguns anos as montadoras montaram pacotes de serviços com um preço fixo que inclui vários itens. Como elas são atreladas à garantia, não vale a pena perde-las – e muito menos fazer em oficinas não autorizadas. Por isso a primeira dica é jamais levar em oficinas comuns, por mais que o mecânico seja de sua extrema confiança, amigo da família há anos, parente da namorada do seu cunhado.
Além de perder a garantia do veículo, muito provavelmente você vai pagar mais pelas peças ou acabar com itens de baixa qualidade no seu carro novinho, o que, aliás, definitivamente não vale a pena seja qual for a quilometragem do carro. O jeito então é se programar e começar a guardar o dinheiro assim que tirar o carro da concessionária.  Ah, um bom seguro de carro também é uma ótima alternativa para ajudar nesta economia. Com ele, você vai poder ter um respaldo técnico que, certamente, vai te guiar para a melhor escolha.

O que inclui a revisão de carro dos 10 mil Km?
Cada montadora faz seu próprio pacote de revisão, mas alguns itens são básicos para todas elas. Como a dos 10 mil Km é a primeira, ela é a que inclui a menor quantidade de itens, já que o desgaste também foi menor. Pegando por base os carros populares 1.0 das principais marcas, os itens trocados são basicamente os mesmos, mas o valor pode variar em até R$ 68 para carros de faixas equivalentes.

Cuidado com as “pegadinhas”
Ninguém quer perder a garantia mas também não quer gastar dinheiro à toa, mas é o que pode acabar acontecendo se não ficar de olhos bem abertos. O preço das revisões de 10 mil Km é referente aos pacotes que incluem alguns itens, mas muito provavelmente eles mostraram uma lista bem maior de elementos que serão inspecionados, mas cuja substituição, se necessária, não está incluída no pacote, ou seja, você tem que pagar por fora.
Então fique esperto porque pode acontecer de aparecerem serviços extras que na maioria das vezes não têm necessidade de troca. Entre os mais comuns estão:

Limpeza dos bicos ejetores
Não precisa ser feita antes dos 30 mil km, porque o filtro de combustível consegue segurar até 978% das impurezas. Sim, exceções podem acontecer quando o motorista utiliza gasolina adulterada com etanol misturado com álcool anidro ou com solvente de borracha, produtos que interferem no funcionamento do motor.  O filtro sim, precisa ser trocado a cada 10 mil Km.

Correção de cambagem
Este tipo de correção, que trata da inclinação da roda em relação ao eixo vertical, não é tão comum quanto o alinhamento. A cambagem normalmente é necessária quando há colisão dianteira ou quando o carro cai em um grande buraco que force as rodas dianteiras na guia.

Cristalização ou espelhamento da pintura
Antes dos 20 mil Km não há a menor necessidade porque o carro já sai de fábrica com uma camada de verniz suficiente para dar brilho e proteger a pintura. Esse serviço sóé indicado para pinturas sem brilho e/ou manchadas, o que dificilmente ocorre antes dos 20 mil Km. O ideal é fazer um enceramento a cada dois meses.

Descontaminação do motor
Antes dos 30 mil Km não há necessidade desde que o motorista mantenha a troca dos filtros de óleo, combustível e ar nos prazos estabelecidos pelo fabricante – e desde que não utilize combustível adulterado.

Aditivar o óleo do motor
Todos os aditivos necessários para o bom funcionamento do motor já vêm no óleo especificado pelo fabricante e indicado no manual do proprietário. Este tipo de limpeza interna só é necessária quando o motorista não fez as trocas no prazo certo ou houve algum tipo de contaminação.
Vale a pena seguir essas dicas
As revisões não são importantes apenas para manter a garantia do seu carro, elas são uma questão de segurança. Não deixe de fazê-las.
O ideal é fazer as revisões a cada 10 Km ou a cada seis meses, o que vier primeiro. Mesmo quando o veículo não for mais novo.
Além da segurança de profissionais qualificados e da garantia, as revisões nas concessionárias podem ser agendadas com antecedência e têm preço fixo. Fique de olho apenas no que realmente não há necessidade. Pergunte, informe-se.
De acordo com os especialistas, normalmente as revisões ímpares são as mais simples e as pares mais complexas. Para saber exatamente o que deve ser avaliado em cada revisão, consulte o manual do proprietário.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar