05h : 44min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Pupunha pode ajudar a prevenir o câncer colorretal

Uma alimentação balanceada e rica em fibras pode ajudar a prevenir o câncer colorretal

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2017Por Da Reportagem17h30

Um dos alimentos apontados como excelente fonte de fibras é a pupunha. A informação é da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

O câncer colorretal abrange tumores que acometem um segmento do intestino grosso (o cólon) e o reto. É tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso. Uma maneira de prevenir o aparecimento dos tumores seria a detecção e a remoção dos pólipos antes de eles se tornarem malignos.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), órgão subordinado ao Ministério da Saúde, a estimativa de novos casos é de 34.280, sendo 16.660 homens e 17.620 mulheres (2016 ).

Já é de conhecimento público que as fibras e os cereais ajudam na digestão e no bom funcionamento do intestino, atuando, por exemplo, na diminuição da prisão de ventre, considerada um dos fatores de risco para o câncer colorretal. Por isso a pupunha é forte aliada nesse sentido, pois é ótima fonte de fibras, além de reunir em sua composição, outras vitaminas, proteínas e até alguns minerais.

O câncer colorretal

São considerados fatores de risco para a doença o sedentarismo, a obesidade, doença inflamatória no intestino, ter histórico de câncer colorretal na família (fator hereditário), ter mais de 50 anos, alcoolismo, tabagismo e o consumo em excesso de carnes vermelhas e poucas frutas e vegetais.

Alguns dos sintomas associados à doença são: diarreia ou prisão de ventre constantes, dificuldade ou dor na hora de evacuar, excesso de gases, presença de sangue nas fezes, perda de peso sem motivo aparente, anemia e aumento do volume do abdome, além da mudança na coloração das fezes. 

Medidas simples podem ser adotadas no cotidiano, para ajudar a prevenir o câncer colorretal. Entre elas, está a adoção de uma dieta saudável, rica em fibras, frutas, cereais e vegetais em geral; a prática regular de exercícios físicos; evitar o consumo de carne vermelha e alimentos com alto teor de gordura vegetal; evitar o cigarro e bebidas alcoólicas em excesso.

Colunas

Contraponto