07h : 31min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Psoríase

Nunca se ouvir falar tanto em psoríase. Não é para menos. Muitas famosas quebraram os tabus revelando ser portadoras da doença. Kim Kardashian e Britney Spears são famosas que já revelaram travar uma luta contra a psoríase

Comentar
Compartilhar
15 OUT 2017Por Da Reportagem17h29

A psoríase é uma doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa, isso é importante deixar bem claro. É uma doença cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente. Sua causa é desconhecida, mas sabe-se que pode ter causas relacionadas ao sistema imunológico, às interações com o meio ambiente e à suscetibilidade genética.

Sintomas
Os sintomas da psoríase variam de paciente para paciente, conforme o tipo da doença, mas podem incluir:
• manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas;
• pequenas manchas escalonadas;
• pele ressecada e rachada, às vezes, com sangramento;
• coceira, queimação e dor
• unhas grossas, sulcadas ou com caroços
• inchaço e rigidez nas articulações

Em casos de psoríase moderada pode haver apenas um desconforto por causa dos sintomas; mas, nos casos mais graves, a psoríase pode ser dolorosa e provocar alterações que impactam significativamente na qualidade de vida e na autoestima do paciente. Assim, o ideal é procurar ajuda médica.

Tratamento
O tratamento da psoríase é essencial para manter uma qualidade de vida satisfatória. Nos casos leves, hidratar a pele, aplicar medicamentos tópicos apenas na região das lesões e exposição diária ao sol são suficientes para melhorar o quadro clínico e promover o desaparecimento dos sintomas.

Os avanços no tratamento aumentam a cada ano. São inúmeros medicamentos e cada caso deve ser tratado conforme orientação médica. Temos novos medicamentos, chamados imunobiológicos, que são indicados para casos específicos, entre eles, pacientes que sofrem com dores articulares. Quando há dor articular associada com manchas avermelhadas, seja o paciente jovem ou adulto, é importante procurar o dermatologista. Neste caso, os imunobiológicos poderiam ser indicados, de acordo com o critério do médico.

Prevenção
Não há formas de prevenir a psoríase. Por isto, é importante estar atento aos sinais. Caso perceba qualquer um dos sintomas, em especial manchas avermelhadas, procure o dermatologista imediatamente. Há vários tipos de psoríase, e o dermatologista é quem poderá identificar a doença, classificá-la e indicar a melhor opção terapêutica.

Outro alerta que a médica faz é sobre o estresse, que influencia o acometimento de psoríase no couro cabeludo. Muitos pacientes acham que estão com uma simples caspa. É fundamental procurar um especialista, pois pode ser psoríase.

Para tirar dúvidas, envie para o e-mail [email protected]

Colunas

Contraponto