03h : 29min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Cuidados para evitar o envelhecimento precoce da pele

Com o passar do tempo, linhas de expressão, flacidez, rugas e falta de luminosidade na pele passam a incomodar

Comentar
Compartilhar
29 JAN 2017Por Da Reportagem14h30
Foto: Divulgação

As mulheres são mais vaidosas, isto é fato. Com o passar do tempo, linhas de expressão, flacidez, rugas e falta de luminosidade na pele passam a incomodar. Mas além do passar dos anos, outros fatores prejudicam a saúde da pele. Cigarro, estresse e açúcar.

Tabagismo

Cada cigarro diminui a oxigenação da pele por 90 minutos! Imagine quem fuma mais do que um por dia. Resultado: a pele fica grossa e amarelada, por causa da nicotina, sem viço e opaca. Além de todos os problemas que causa à saúde, o cigarro também provoca distúrbios no metabolismo e acelera a perda de colágeno, células responsáveis por dar sustentação e elasticidade à pele, favorecendo a flacidez.

Estresse

O estresse emocional altera nossos hormônios, aumentando a liberação de corticoide endógeno e adrenalina, por exemplo.  Assim, a pele fica mais predisposta à doenças e infecções. As mais comuns são herpes, alergias, erupção cutânea, psoríase e até vitiligo.
Ignorar a poluição

Os gases nocivos encontrados no ar poluído formam uma película de toxinas que acaba sendo absorvida pela pele, aumentando as reações de oxidação e formação de radicais livres que agridem a pele. O excesso de poluição oxida as células tanto da pele como do organismo todo. Por isso, para evitar essa reação, é importante proteger a pele diariamente, aplicando protetor solar, hidratante e fazendo a higienização para eliminar as impurezas.

Beber pouca água

Um dos primeiros sinais da falta de água (desidratação) se dá na pele e nas mucosas. A falta de ingestão de água deixa a pele flácida e sem viço. Sem água, a pele perde o turgor, demorando para voltar ao seu estado natural. Por exemplo, quando beliscamos a pele, ela logo deve voltar ao seu estado normal ao soltarmos. O recomendado é consumir pelo menos dois litros de água por dia.

Não usar protetor solar

O excesso de exposição solar, e principalmente a falta de proteção solar, é a principal causadora do envelhecimento da pele e de câncer de pele. Para se ter uma ideia, a radiação solar é responsável por 80% do envelhecimento da pele exposta, principalmente nas peles mais brancas, que sofrem este processo precocemente. O FPS, para o dia a dia, nunca deve ser menor que 30 para rosto, colo, pescoço e mãos (regiões da pele mais sensíveis) e 15 para o restante do corpo.

Consumo de açúcares e gordura
Em excesso, o açúcar é responsável por outro processo de envelhecimento celular chamado "glicação". "O açúcar se liga às proteínas da pele, como o colágeno, provocando a rigidez destas proteínas. Assim ela perde a função de elasticidade, deixando a pele flácida e com rugas. Já a gordura em excesso fica acumulada no tecido subcutâneo de forma irregular, provocando gordura localizada e celulite.

Falta de alimentação equilibrada, ricas em antioxidantes

Uma dieta equilibrada, rica em vegetais, incluindo frutas diversas, leguminosas, cereais e hortaliças é a melhor proteção contra os radicais livres, inimigos da pele. Priorize alimentos ricos em: Vitamina C (laranja, limão, lima, acerola, caju, kiwi, morango, couve, brócolis, tomate), vitamina E (amêndoas, nozes, castanha do Pará, gema de ovo, vegetais folhosos), vitamina A (cenoura, abóbora, fígado, batata doce, damasco seco, brócolis, melão), bioflavonoides (frutas cítricas, uvas escuras ou vermelhas), entre outros nutrientes encontrados em alimentos frescos.

Dormir mal

Sem sono adequado não existe reparo. Durante o sono, produzimos hormônios "rejuvenescedores", como a melatonina e o hormônio do crescimento. Estes hormônios são "calmantes" e reparadores. A falta de sono provoca estresse e não dá tempo para o organismo descansar. Resultado: pele sem viço e com olheiras.

Sedentarismo

A prática de atividades físicas traz muitos benefícios para o corpo e para a pele. Melhora a circulação sanguínea da pele, melhora o metabolismo do organismo (evitando o processo de glicação), combate o estresse e melhora a qualidade do sono. Além disso, combate a flacidez, a celulite e a gordura localizada.

Dispensar o hidratante

É necessário ter cuidados para proteger a pele das agressões externas, como o vento, o frio, a poluição e os raios solares. Um rosto bem hidratado apresenta uma boa elasticidade, já uma pele desidratada costuma apresentar mais flacidez e rugas. 

São dicas simples, mas que garantem resultados excelentes e uma pele mais saudável. Não dá para deter o tempo mas é possível minimizar os sinais dele em nossa pele!

Colunas

Contraponto