07h : 30min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Chapéu é um aliado da beleza da pele

O chapéu está com tudo; o acessório é elegante e ainda protege contra os efeitos nocivos do sol

Comentar
Compartilhar
15 OUT 2017Por Da Reportagem16h31

Decididamente, o chapéu virou acessório de beleza. Não só porque enfeita a cabeça, mas porque protege do efeito nocivo da radiação solar.

Contando um pouco de História, o chapéu fez grande sucesso na cabeça das mulheres nas décadas de 1920 a 1940 e, pouco a pouco, deixou de ser “moda”; ficou brega. No entanto, paralelamente, virou artigo de luxo e aparecia apenas na cabeça de mulheres abastadas ou da realeza europeia. O mundo mudou seus costumese o chapéu não era acessório para se usar na rua, no dia a dia, ou andar de ônibus. Como isso mudou!

Primeiro porque a moda ficou democrática, cada um e cada uma pode usar o que quiser. De modo geral, todos podem seguir as tendências da moda, quem tem orçamento folgado e quem não tem, pois as confecções populares copiam os estilos chiques e assim ninguém fica de fora.

O mesmo aconteceu com o chapéu. Atualmente, abastecem as barracas e lojas de importados, são bonitos, tem ótima aparência e assim não fazem feio na cabeça das mulheres. Ainda existem os modelos elegantes e de confecção fina, os quais não são tão acessíveis assim.

Outro fator importante que alavancou o uso do chapéu é a necessidade de proteção contra os raios UVA e UVB. E falando em proteção, existem chapéus que vem FPS em sua própria composição.

É bem verdade que o chapéu não e tão popular assim no dia a dia, mas ganharam novo fôlego na praia e nos passeios ao ar livre.

De olho nesta nova tendência, a indústria especialista na confecção da moda tem se esmerado em pesquisas e desenhos de modelitos para os chapéus, os quais têm aparecido confeccionados em finos tecidos, e que completam com outros materiais, oferecendo peças que caem muito bem e podem ser usados sem sustos por todas.

O chapéu é uma peça do vestuário bem versátil; não se pode negar que o chapéu está na cabeça das mulheres sem tantos formalismos e serve para criar um estilo, mas vamos combinar que é preciso charme e personalidade para fazer um bom uso deste acessório, que tem o dom de dar ares de romantismo e sofisticação em qualquer produção.

Com a chegada do sol escaldante do Verão, nada como optar por um modelo de palha e fita, em cores que combinem entre si, vão bem com calças compridas ou saias longas; ou então aquele confeccionado em tecido e cheio de pequenas flores para combinar com a nova tendência da moda podem se tornar a sua marca registrada, o seu jeito de ser.

Gostou da ideia? Fique de olho nos modelos disponíveis no mercado. Bem populares, são aqueles confeccionados com uma fina trama de fios sintéticos e fitas coloridas arrematam a costura entre a copa e a aba do chapéu. Vale usar a criatividade e amarrar echarpes, flores, camafeus, contas, pedrinhas coloridas e tudo mais que a sua imaginação permitir.

Falando em chapéus e outros protetores, o verão sempre foi sinônimo de férias, ou de finais de semana alegres e passados ao ar livre até que alguém descobriu que o abuso do sol pode causar doenças de pele. Exaustivamente se anuncia que abusar do sol provoca o envelhecimento precoce e isto foi um foi um balde de gelo que jogaram na alegria de curtir a piscina ou a praia.

Daí, a notícia maravilhosa: o protetor solar veio para prevenir e junto com ele, as poderosas vitaminas que ajudam a combater o tal envelhecimento que todas e todos querem adiar. Resultado, dá para curtir as delícias do sol. Basta rever algumas dicas saudáveis.

No verão é muito comum perdermos maior quantidade de líquidos, o que pode provocar desidratação.

Evite esse tipo de problema tomando, no mínimo, 2 litros de água por dia.

Envelhecimento precoce e câncer de pele são alguns dos riscos que aumentam quando você se expõe ao sol entre 11 e 16 horas, quando os raios ultravioletas incidem com maior força. Por isso, faça do protetor solar o seu companheiro diário não se esquecendo dos cremes específicos para o redor dos olhos. Neste caso, durante o dia prefira aqueles que também tenham FPS.

E vai aqui, a velha dica, mesmo se não estiver na praia, o protetor solar deve ser o seu companheiro fiel. Reaplique ao longo do dia, lavando bem o rosto e o pescoço antes. Se tiver dúvidas, consulte um dermatologista que indicará qual é o tipo ideal para sua pele, uma vez que existem vários índices de fatores de proteção e formulações especiais sem óleo, em gel ou em creme.

Além disso, por que não incluir o chapéu em sua bolsa de praia ou de piscina? Com ele, você protegerá o rosto e o pescoço, além de ganhar ares de elegância e romantismo.

Colunas

Contraponto