Pref 13 e 14

Agindo ou Reagindo?

Andando recentemente pelas ruas da cidade, observei o rosto e as atitudes das pessoas

Comentar
Compartilhar
05 FEV 2017Por Da Reportagem15h00

Para o vendedor de uma loja, eu perguntei algumas informações... De cenho franzido, ele respondeu a minha pergunta de forma rápida, sem me dirigir o olhar em nenhum momento. 
Outro prestador de serviços foi mais humano, porém seu sorriso deixou a desejar. Afinal, porque ele iria gastar seu tempo e atenção com mais uma pessoa, entre tantas que já haviam passado pelo trabalho dele naquele dia?
Contei uma história (que era realmente interessante) a um conhecido. Dois dias depois, ele me questionou um detalhe importante sobre a história. Percebi então, que ele não havia ouvido uma palavra do que eu tinha falado...
Com tantos exemplos reais acontecendo, me questionei se em nossa vida diária, estamos agindo ou se estamos apenas reagindo.
A comparação pode parecer banal, mas não é. Na prática, a diferença entre um e outro verbo é imensa. 
Agir é estar de acordo com a sua intenção, procurando conscientemente ter uma atitude proativa, agradável, de acordo com o que você sente e acredita.
Já reagir é uma reação instintiva, muitas vezes cansada, irritadiça, sem paciência com o outro.
Agir traz um posicionamento diferenciado, buscando a melhor alternativa para uma questão, o ideal para uma determinada situação.
Reagir traz o desdém, a falta de atenção e de zelo. 
Pare um instante para pensar e responda com sinceridade: você está agindo de acordo com o que você acredita?
Você está caminhando diariamente para a vida que deseja ter? 
Ultimamente, você está agindo ou está apenas reagindo?
Antes dar uma resposta impensada às pessoas, pare um instante... Sinta que tipo de situação positiva você pode ter vivenciar a partir dali. Talvez essa mesma pessoa possa contribuir com algo incrível para sua vida.
Que tal sair um pouco do automático e passar a emitir mais colaboração por onde você passa? 
Agir (propositadamente) de acordo com uma intenção mais positiva e mais encantada. 
Que tal, quando for almoçar, sentir realmente o sabor da comida? Que tipo de tempero foi colocado ali? Que tipo de sensação você tem ao degustar aquele alimento?
Que tal, quando sair com os amigos, perceber os sentimentos de cada um deles? Será que aquele seu amigo sorridente está mesmo feliz, ou está apenas escondendo um episódio triste da vida dele?
Adquira um novo olhar, sobre a vida, sobre as pessoas e sobre você mesmo. Aprofunde seu olhar sobre as coisas. Afine seu paladar. Seus gostos e suas ideias. 
Tenho certeza que você irá se sentir muito bem!

Colunas

Contraponto