11h : 13min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Válter Suman dividirá plantão médico com Prefeitura

Ontem de manhã cedo, o prefeito esteve atendendo 10 pacientes na UBS da Vila Alice, onde trabalha há 20 anos

Comentar
Compartilhar
10 JAN 2017Por Da Reportagem09h00
Antes de atender na UBS, Suman participou da Operação Dignidade, uma das cinco criadas por sua gestão que visa a retirada, tratamento e recâmbio de moradores de ruaFoto: Carlos Ratton/DL

Ele não precisou se vestir de gari para demonstrar que quer trabalhar e que se preocupa com a execução de serviços essenciais. Ontem, por volta das 7h30, como de rotina, o prefeito de Guarujá, Válter Suman (PSB), vestiu o jaleco e atendeu 10 pacientes na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Alice. Antes do atendimento médico, já realizado há 20 anos e que permanecerá ­durante seu mandato, Suman esteve participando da Operação Dignidade – uma das cinco criadas pela Administração – que visa retirada, tratamento e recâmbio de moradores de rua. Ela ocorreu a partir das 6 horas­.

“A visão de um ser humano dormindo sob uma marquise é degradante. É aviltante para quem vê e para o próprio morador. É indigno. Por isso, estamos identificando, alimentando, vestindo e encaminhando (para familiares ou cidade de origem). Tem muita menina gestante nas ruas. Portadores de HIV e usuários de drogas. Esse problema tem que ser encarado e resolvido”, disse Suman, antes de entrar na UBS. Brincando, disse que deixaria de ser prefeito por algumas horas para exercer seu principal ofício. 

Ainda como prefeito, na porta da unidade, Suman revelou que a Operação Dignidade constatou que alguns comerciantes estariam utilizando os moradores de rua como mão de obra barata. “Eles serão identificados e aconselhados a não mais agir desta forma. É uma ação da Polícia Militar, Guarda Municipal, Defesa e Ação Social e Secretaria de Saúde. Começamos na Praça dos Expedicionários e percorremos Pitangueiras”, lembrou.

UBS

Sobre a rotina médica que fará paralelamente a sua nova função frente ao Executivo, Válter Suman revelou que “é uma questão de palavra. Sou médico da rede pública há 30 anos e construí uma relação médico-paciente forte. Muitos têm doenças graves e estão acostumados comigo. Eu prometi que não iria abandoná-los e estou cumprindo a promessa. Quem está entrando na UBS é o médico e não o prefeito”, revelou.

Sobre a decretação, semana passada, de estado excepcional de emergência na saúde pública no Município, com objetivo de agilizar soluções para os graves problemas encontrados no setor e que vigorará por 180 dias, Suman disse que já está trazendo resultados. “Tive a informação ontem (domingo) que conseguimos preencher todas as escalas médicas nas unidades de pronto atendimento de emergência. Esse decreto, cuja execução está sendo acompanhada pelo Ministério Público, está permitindo não só o preenchimento das escalas, como a higienização correta das unidades. Vamos começar o trabalho, agora, de classificação de risco para fortalecermos a atenção básica”, revelou, alertando que o município possui 15 unidades de Saúde da Família (USAFAs), que juntas possuem 42 equipes, cujo desempenho está sendo avaliado. 

Suman disse ainda que vai implantar o Programa Hiperdi, que envolve o diagnóstico de hipertensão e diabetes, e que não receberá remuneração pelo trabalho médico durante sua gestão como prefeito. “Eu abri mão de meu salário como médico e só atenderei pacientes antigos. Novos pacientes estão sendo direcionados para outros colegas”.

Humildade

Os pacientes que aguardavam atendimento na UBS da Vila Alice se mostraram satisfeitos com a atitude do médico-prefeito. Edna Victor, no banco de espera da unidade, disse à Reportagem que percebeu uma “humildade tremenda” por parte de Suman. “Qual o prefeito que faz isso? Ele continua em contato com povo. A Saúde está abandonada e acredito que ele vai mudar essa realidade”, disse.

Glaucia Borges Vieira é paciente do Suman. “Eu já esperava essa atitude, porque é uma pessoa iluminada. Ele realizou o sonho de ser prefeito e a cidade foi que ganhou com isso. Estou muito feliz em vê-lo comandando o Município”, opinou Glaucia.

Colunas

Contraponto