10h : 43min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Santos sofre no fim, mas garante empate em estreia na Libertadores

O goleiro Vladimir, com três grandes defesas no fim, garantiu o empate, por 1 a 1, no Peru. A equipe volta a campo no domingo, pelo Paulistão

Comentar
Compartilhar
09 MAR 2017Por Alyson Gonçalo23h48
Thiago Maia marcou após passe de Lucas LimaFoto: Associated Press

O Santos estreou na Libertadores da América, nesta quinta-feira, em Lima, no Peru, com um empate, por 1 a 1, com o Sporting Cristal (PER). O resultado só não foi pior porque o goleiro Vladimir operou três milagres na reta final de partida e foi o principal destaque do Peixe.

?O primeiro gol da partida foi marcado pelo zagueiro Casulo - em posição irregular -, após cobrança de escanteio. O Alvinegro Praiano demorou a se ajustar na partida, mas conseguiu chegar ao empate com o volante Thiago Maia, aos 21 minutos da etapa complementar.

Com os retornos de Lucas Lima, Renato e Ricardo Oliveira, o Peixe apresentou melhora e criou mais do que nas últimas partidas no Paulistão. O camisa 10 foi o principal destaque. Ele armou as principais jogadas e acertou lindo passe para o gol anotado pelo volante Thiago Maia.

O resultado conquistado deixa o Peixe na segunda colocação do Grupo B, com um ponto ganho, ao lado do rival peruano. O The Strongest, da Bolívia, é o primeiro colocado, com três, já que venceu o Independiente Santa Fé (último colocado), por 2 a 0.

A equipe do técnico Dorival Júnior volta a campo pelo torneio sul-americano na próxima quinta-feira (16), contra o The Strongest , da Bolívia, na Vila Belmiro. Antes, porém, a equipe enfrenta o São Bernardo, neste domingo (12), às 18h30, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Paulista 2017.

O jogo

O Santos começou a sua caminhada na Libertadores da América 2017 demonstrando nervosismo. Com erros na saída de bola e pouca movimentação, a equipe não conseguiu produzir no início.

O Sporting não era tão criativo, mas tinha em Lobatón a sua principal arma. Foi com o capitão peruano que o time saiu na frente. Aos treze minutos, ele cruzou na medida para Cazulo apenas desviar de cabeça para as redes. O zagueiro, porém, estava impedido.

Após o susto, o Peixe avançou a linha defensiva e foi melhorando no jogo. Teve boas oportunidades com Vitor Bueno e Cleber, mas ainda distante do futebol ideal.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Peixe voltou com outra postura e teve em Lucas Lima o seu destaque. Aos cinco minutos, ele serviu Ricardo Oliveira, mas o camisa 9 parou no goleiro peruano. Aos 21, porém, o camisa 10 voltou a brilhar e deixou o volante Thiago Maia livre para empatar a partida.

A partir daí, as duas equipes se lançaram ao ataque e o jogo ficou aberto. O Peixe teve uma boa chance com o atacante Bruno Henrique, mas ele se complicou no último lance e desperdiçou grande oportunidade para virar o jogo.

O time peruano, por sua vez, criou três grandes chances no fim, mas parou em grandes defesas de Vanderlei, herói do empate alvinegro.

Colunas

Contraponto