06h : 48min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Vítima fatal de tragédia, Thiego estava perto de acerto com o Santos

O zagueiro, de 30 anos, era um dos principais alvos do Peixe. Comovido com o acidente, o clube decretou luto de sete dias e só buscará novos reforços na próxima semana

Comentar
Compartilhar
29 NOV 2016Por Alyson Gonçalo15h27
O zagueiro Willian Thiego, da Chapecoense, estava negociando sua trasnferência para o SantosFoto: Divulgação

Uma tragédia aérea pôs fim no interesse do Santos no zagueiro Willian Thiego, da Chapecoense. O jogador, de 30 anos, é uma das vítimas fatais do voo que levava o time catarinense para a final da Copa Sul-Americana, em Medelín (COL), na madruga desta terça.

Conforme noticiado pelo Jornal Diário do Litoral na última segunda-feira, o clube já tinha acertado detalhes com o empresário do jogador, Rodrigo Fonseca, e aguardaria apenas o fim do torneio sul-americano para assinar um contrato e sacramentar a negociação.

Thiego chegaria à Vila Belmiro para sanar os problemas da zaga alvinegra no próximo ano. Titulares, Luiz Felipe e Gustavo Henrique sofreram lesões ligamentares nos últimos meses e, segundo previsão dos médicos do clube, só voltarão a treinar com bola em maio de 2017.

Revelado pelo Sergipe, Thiego despontou no cenário nacional com a camisa do Grêmio, onde fez 55 partidas e marcou um gol, entre os anos de 2007 e 2010. Ele ainda teve passagens por Kyoto Sanga, do Japão, Bahia, Ceará, Figueirense, Khazar, do Azerbaijão, e, por último, a Chapecoense, onde voltou a chamar a atenção e foi destaque do time catarinense.

Em meio à tristeza pelo acidente, o clube deu uma pausa na busca por reforços no mercado e decretou luto de sete dias. A expectativa é que a busca por defensores volte no início da próxima semana. O zagueiro Cleber, do Hamburgo (ALE), é o principal alvo do time alvinegro.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar