Pref 13 e 14

Tite testa seleção com oito mudanças para encarar a Austrália na terça-feira

Uma das alterações aconteceu por necessidade. Diego Souza ocupou a vaga de Gabriel Jesus, que sofreu uma fratura na órbita esquerda

Comentar
Compartilhar
11 JUN 2017Por Estadão Conteúdo20h00
Tite testa seleção com oito mudanças para encarar a Austrália na terça-feiraFoto: MoWa Press

A seleção brasileira deverá entrar em campo bastante mudada para encarar a Austrália nesta terça-feira, às 7h05 (horário de Brasília), em amistoso que será disputado em Melbourne. No treino deste domingo, o penúltimo antes do confronto, o técnico Tite testou a equipe com oito mudanças em relação à derrota para a Argentina, por 1 a 0, sofrida na última sexta, também em solo australiano.

Uma das alterações aconteceu por necessidade. Diego Souza ocupou a vaga de Gabriel Jesus, que sofreu uma fratura na órbita esquerda, estrutura que protege o olho, após ser atingido pelo cotovelo de Otamendi no amistoso de sexta. O jogador do Sport, então, será o centroavante do Brasil diante da Austrália, função que vem desempenhando em seu clube, apesar de ser meia de formação.

Mas esta não foi a única alteração na equipe. Pelo contrário, somente três jogadores que foram titulares contra a Argentina foram mantidos: o zagueiro Thiago Silva, o volante Paulinho e o meia Philippe Coutinho.

As mudanças começam já no gol, onde Diego Alves trabalhou no lugar de Weverton. Nas laterais, Rafinha e Alex Sandro substituíram respectivamente Fagner e Filipe Luís. Rodrigo Caio treinou ao lado de Thiago Silva, enquanto David Luiz foi escalado como volante, no lugar de Fernandinho. Douglas Costa e Giuliano treinaram abertos, nas vagas de Renato Augusto e Willian.

Tite comandou um treino fantasma, para acertar o posicionamento da equipe sem um "adversário" do outro lado. Se confirmar a escalação que testou, ele levará o Brasil a campo para encarar a Austrália com: Diego Alves; Rafinha, Thiago Silva, Rodrigo Caio e Alex Sandro; David Luiz, Paulinho, Philippe Coutinho, Giuliano e Douglas Costa; Diego Souza.

Na última sexta-feira, a seleção brasileira sofreu a sua primeira derrota sob o comando de Tite, que vinha de uma incrível sequência de oito vitórias nos oito jogos em que esteve à frente do time nacional nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. A equipe ainda acumulou neste período um triunfo sobre a Colômbia, no Rio, em amistoso que serviu para arrecadar fundos para familiares das vítimas da tragédia aérea ocorrida com a Chapecoense em novembro do ano passado.

Por causa desta sequência, o Brasil assegurou com quatro rodadas de antecipação para o fim das Eliminatórias Sul-Americanas a sua vaga na Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Colunas

Contraponto