Pref 13 e 14

Tite lamenta 1ª derrota na seleção: 'Sentimento é ruim, mas temos que absorver'

O treinador admitiu que, no revés por 1 a 0 para a Argentina, em amistoso disputado em Melbourne, o time pecou nas finalizações

Comentar
Compartilhar
10 JUN 2017Por Estadão Conteúdo13h01
De modo geral, Tite gostou da apresentação da seleçãoFoto: MoWa Press

Tite mostrou cautela e serenidade ao analisar a primeira derrota da seleção brasileira sob o seu comando, nesta sexta-feira, na Austrália. O treinador admitiu que, no revés por 1 a 0 para a Argentina, em amistoso disputado em Melbourne, o time pecou nas finalizações.

"Não tivemos efetividade no ataque", resumiu. A jogada que ganhou mais notoriedade foi o gol perdido por Gabriel Jesus, aos 16 minutos do segundo tempo, quando ele acertou a trave após driblar o goleiro e Willian fez o mesmo no rebote, ao encher o pé.

De modo geral, Tite gostou da apresentação da seleção, que atuou sem seu principal jogador, Neymar, em férias, e com outras baixas. O treinador admitiu que faria testes - a seleção já está classificada para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. "No segundo tempo, tivemos as melhores oportunidades de gol. Jogamos melhor, articulamos mais jogadas, mas não tivemos efetividade. Por isso, perdemos o jogo", resumiu.

O Brasil fez um primeiro tempo de muita marcação na saída de bola da Argentina, dificultando o passe e, acima de tudo, evitando que a bola chegasse em Messi. Di María, pela esquerda, nas costas de Fagner, fez as melhores jogadas do adversário. Dybala foi bem marcado.

"O primeiro tempo foi mais equilibrado. Conseguimos neutralizar os articuladores da Argentina, Dybala e Messi, mas pelo lado esquerdo eles tiveram certa facilidade", analisou.

Sem esconder o dissabor pelo primeira derrota, após nove vitórias seguidas, Tite pregou que ele e a equipe precisavam "absorver" rapidamente o revés. "O sentimento é ruim, por perder, é um sentimento inconteste. Tem de saber absorver, eu tenho de saber absorver para ter a coerência da análise."

Hospital

O treinador confirmou que o atacante Gabriel Jesus precisou ser encaminhado a um hospital em Melbourne depois de ter se chocado com Otamendi no fim do segundo tempo. Tite minimizou, porém, a importância do problema. "Ele ficou um pouco desacordado e teve pequeno corte no rosto", informou.

A escalação do jogador do Manchester City na partida da próxima terça-feira, contra a Austrália, ainda não está confirmada. Vai depender de sua condição nos próximos dias. Apesar da pancada, Tite não viu maldade no encontro. "Não teve nenhum momento desleal, mesmo com o Gabriel. O jogo foi intenso, mas sem deslealdade."

Sem Gabriel Jesus, Tite poderá avançar Philippe Coutinho ou manter Taison na frente, que entrou em seu lugar no finalzinho do jogo. Diego Souza também briga pela vaga. "A escalação do Gabriel vai ter um custo, que é o custo da saúde, vamos ter uma avaliação médica para saber."

Colunas

Contraponto