Sasha cai de rendimento após ser comprado no Santos e soma 6 jogos sem gols

Ele começou o ano despontando como artilheiro do time, com seis gols, mas 'estacionou' em oito rodadas

Comentar
Compartilhar
16 MAI 2018Por Folhapress09h36
O camisa 27 caiu de rendimento e já iniciou até um jejum de gols: são seis jogos sem balançar as redesFoto: Ivan Storti/Santos FC

O atacante Eduardo Sasha, considerado o principal reforço do Santos nesta temporada, vive a sua primeira crise no clube paulista. O camisa 27 caiu de rendimento e já iniciou até um jejum de gols: são seis jogos sem balançar as redes.

Ele começou o ano despontando como artilheiro do time, com seis gols, mas "estacionou" em oito rodadas (foi desfalque em duas delas). Neste período, Sasha foi comprado em definitivo pela diretoria santista em transação que levou o lateral Zeca para o Internacional.

Como ficou oito rodadas sem fazer gol, Sasha já perdeu o posto de artilheiro do Santos na temporada para Gabriel Barbosa. Gabigol marcou cinco gols nos últimos dois jogos (contra Luverdense e Paraná) e chegou a dez gols no ano. Agora Sasha é o vice-artilheiro do time e ao lado de Rodrygo, que também o alcançou, com seis gols.

Gabigol estava em má fase, mas voltou a ser artilheiro após assumir exatamente a posição de Sasha no time. O camisa 10 encarou jejum de gols atuando como centroavante, enquanto Sasha jogava aberto pela direita. No entanto, Jair Ventura inverteu os dois de posição nos últimos dois jogos.

Sasha também lidera alguns números negativos da equipe no Campeonato Brasileiro, segundo o Footstats. É, por exemplo, quem mais erra passes na equipe, média de quase seis por partida, com aproveitamento de 78,3% no fundamento, número consideravelmente inferior ao dos companheiros de ataque. Gabriel Barbosa tem 84,7% de média, enquanto Rodrygo 87,5%.

Além disso, o camisa 27 é o jogador que mais ficou impedido -quatro vezes, em quatro partidas- e ainda não conseguiu acertar a pontaria que o levou à condição de artilheiro da equipe no início da temporada.

Errou todas as tentativas de finalização até então, todas sem acertar o gol.

O lado positivo é que o jogador é o líder em assistências para gols da equipe na competição: três, ao todo.

E, também, é o jogador mais caçado, ou seja, que mais sofre faltas.

O fato de "cavar" faltas ajuda o técnico Jair Ventura, adepto a explorar jogadas de cruzamentos desde o início de trabalho no Santos. Contra o Luverdense, na última semana, a equipe virou a partida justamente com um gol marcado pelo zagueiro Gustavo Henrique, aproveitando um cruzamento após cobrança de falta.

Diferente de Gabigol e Rodrygo, que ganharam folga, Sasha viajou ao Mato Grosso, onde o Santos encara o Luverdense nesta quinta-feira, em Lucas do Rio Verde-MT, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Brasil. Vale lembrar que os santistas venceram o jogo de ida por 5 a 1.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto