08h : 47min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Santos tropeça nos reservas do Grêmio e perde chance de subir na tabela

O Tricolor gaúcho saiu na frente com Everton, mas Noguera deixou tudo igual

Comentar
Compartilhar
16 OUT 2016Por Gazeta Press21h48
Dorival Júnior, do Santos, durante a partida - Partida entre Santos e Grêmio, válido pela 31ª rodada do Campeonato BrasileiroFoto: Flavio Hopp/Raw Image/Folhapress

A derrota do Atlético-MG para o Botafogo daria a chance de o Santos assumir a terceira posição do Campeonato Brasileiro, porém o Peixe tropeçou no time reserva do Grêmio e ficou no empate por 1 a 1, neste sábado, na Vila Belmiro. O Tricolor gaúcho saiu na frente com Everton, mas Noguera deixou tudo igual.

Priorizando a Copa do Brasil, Renato Gaúcho surpreendeu ao escalar o Grêmio com uma formação totalmente alternativa. Os reservas da equipe gaúcha corresponderam e conseguiram sair na frente, mas depois sofreram o empate. O jogo foi bastante movimentado e terminou com chances para os dois times nos instantes finais.

As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo. O Santos visita a Chapecoense, às 19h30 (de Brasília), na Arena Condá. Mais cedo, às 17 horas (de Brasília), o Grêmio recebe o rival Internacional. Antes, porém, paulistas e gaúchos têm compromissos pela Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Peixe visita o Inter, enquanto o Tricolor pega o Palmeiras, também fora de casa.

O jogo – Atuando em casa contra a equipe reserva do Grêmio, o Santos começou no ataque e chegou pela primeira vez logo aos três minutos. Victor Ferraz apareceu na frente, cruzou para a área e Jean Mota finalizou em cima de Rafael Thyere. Na sequência da jogada, o Grêmio saiu em contra-ataque rápido e Everton por pouco não saiu cara a cara com Vanderlei. David Braz fez o desarme providencial.

O Peixe apostava nos ataques pelo lado direito. Aos cinco minutos, Victor Ferraz foi à linha de fundo e cruzou. A bola passou por toda a área e ficou com Lucas Lima, que tentou ajeitar para o meio, mas Thyere cortou. O Tricolor gaúcho respondeu quatro minutos depois, com gol. Everton recebeu na direita, girou em cima de Thiago Maia e bateu cruzado de pé esquerdo, sem chances para Vanderlei.

O gol sofrido obrigou o Santos a atacar, enquanto o Grêmio recuou o time. Aos 13 minutos, Jean Mota abriu pela lateral e arriscou a finalização, mas mandou nas mãos de Bruno Grassi. Na sequência, Victor Ferraz encontrou Ricardo Oliveira na área e o atacante caiu em disputa com Rafael Thyere. Os santistas reclamaram de pênalti, porém o árbitro nada marcou.

De tanto insistir, o Peixe chegou ao empate na marca de 20 minutos. Lucas Lima cobrou escanteio da esquerda e Noguera cabeceou com liberdade no meio da área. A bola ainda tocou na trave antes de entrar. Aos 28, quase veio a virada alvinegra. Copete recebeu lançamento nas costas da zaga e ficou frente a frente com Bruno Grassi, mas o goleiro gremista saiu bem do gol e evitou.

Melhor na partida, o Santos sufocava o Grêmio e criava chances de marcar. Aos 31, Ricardo Oliveira pegou sobra na área, girou e bateu forte. A bola desviou na zaga tricolor e saiu à direita de Bruno Grassi. Na cobrança de escanteio, Noguera novamente cabeceou livre, mas desta vez mandou por cima. Aos 35, Victor Ferraz cruzou para Copete, mas o colombiano furou. Zeca pegou a sobra e bateu de primeira da entrada da área, assustando o goleiro.

Mesmo acuado pelo poder ofensivo do adversário, o Grêmio não deixava de atacar. No final do primeiro tempo, aos 45 minutos, os gaúchos quase fizeram o segundo gol. Iago avançou pela esquerda, percebeu que tinha espaço e bateu forte rasteiro. Vanderlei se esticou todo e espalmou para escanteio.

O segundo tempo começou truncado, com as duas equipes cometendo mais faltas. O árbitro mostrou três cartões amarelos nos seis primeiros minutos. Santos e Grêmio tinham dificuldades para construir as jogadas, em especial no momento do passe que antecede a finalização. A primeira chance de perigo aconteceu apenas aos 18 minutos e foi do time da casa. Após boa trama pela esquerda entre Lucas Lima e Copete, o colombiano cruzou para a área. Thiago Maia chegou desviando de primeira, mas mandou na rede pelo lado de fora.

O Santos voltou a assustar a meta defendida por Bruno Grassi na marca de 21 minutos. Kannemann afastou mal e jogou a bola para a própria área. Ricardo Oliveira protegeu e Copete bateu de primeira, porém pegou muito embaixo da bola e mandou por cima. Aos 35, Vitor Bueno bateu forte da entrada da área e obrigou o arqueiro gremista a fazer grande defesa.

A partida ganhou em emoção nos minutos finais. Na marca de 38 minutos, o Grêmio desperdiçou grande chance. Everton arrancou com liberdade e deu uma cavadinha na cara de Vanderlei, que desviou a bola. O atacante pegou o rebote e tocou por cima, mas a bola bateu no travessão e saiu pela linha de fundo. O Santos respondeu na sequência com finalização de Vitor Bueno que carimbou o poste esquerdo de Bruno Grassi. Apesar das tentativas, o placar não foi mais alterado.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 1 X 1 GRÊMIO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Oberto Santos da Silva (PB) e Tomaz Diniz de Araújo (PB)
Cartões amarelos: Lucas Lima (Santos); Lincoln, Guilherme Amorim, Bruno Grassi, Kannemann, Maicon, Rafael Thyere e Lincoln (Grêmio)

GOLS
SANTOS: Fabián Noguera, aos 20 min do 1T
GRÊMIO: Everton, aos 9 min do 1T

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Fabián Noguera, David Braz (Yuri) e Zeca; Renato, Thiago Maia (Paulinho), Lucas Lima e Jean Mota (Vitor Bueno); Copete e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO: Bruno Grassi; Wallace Oliveira, Rafael Thyere, Fred (Kannemann) e Iago; Guilherme Amorim, Jailson, Kaio (Maicon) e Lincoln; Guilherme (Bolaños) e Everton
Técnico: Renato Gaúcho

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar