04h : 42min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Renato revela desejo de Luís Fabiano de vestir a camisa do Santos

O volante atuou com o artilheiro no Sevilla, entre os anos de 2004 e 2011, e tem conversado sobre a possibilidade de acerto do mesmo com o Peixe

Comentar
Compartilhar
11 JAN 2017Por Alyson Gonçalo14h27
Renato atuou com Luís Fabiano nos tempos de Sevilla, da Espanha, entre os anos de 2004 e 2011Foto: Divulgação/Santos FC

Após acertar com Kayke, ex-Flamengo, o Santos praticamente descartou a contratação do centroavante Luís Fabiano. Na reapresentação dos jogadores do Peixe, na manhã desta quarta-feira, porém, o volante Renato revelou aos jornalistas presentes uma conversa recente com o ex-são-paulino, que manifestou o desejo de atuar pelo Alvinegro Praiano nesta temporada.

Renato atuou com Luís Fabiano nos tempos de Sevilla, da Espanha, entre os anos de 2004 e 2011. De lá pra cá, eles conversam constantemente e já trocaram informações sobre os bastidores do Peixe. A chegada do artilheiro, porém, não é fácil. O ex-são-paulino tenta a rescisão contratual com o Tianjin Quanjian, da China, e tem negociações com Vasco e Ponte Preta.

“Demonstrou (interesse em jogar no Santos). É um irmão meu há muito tempo. Fica a cargo da diretoria e do representante dele. Se vier, vai ajudar bastante. É goleador, sabe fazer gol. Ele está na China, pelo que sei, resolvendo os problemas por lá. Se vier, será um grande reforço”, afirmou Renato, em entrevista coletiva concedida no CT Rei Pelé, nesta quarta-feira.

Logo depois da virada do ano, o Santos, através do superintendente de futebol, Dagoberto Santos, conversou com Luís Fabiano e seu empresário. A proposta salarial do Peixe foi de cerca de R$ 80 mil, além de bonificações por produtividade. O jogador, contudo, não gostou da oferta e travou as negociações. Em meio a isso, o Peixe acertou com o centroavante Kayke.

Apesar das complicações, o Peixe não descarta uma retomada nos negócios. O centroavante Rodrigão, que foi pouco aproveitado no último ano, pode ser negociado. Já o titular Ricardo Oliveira sofreu com seguidas lesões no último ano e também preocupa. Na reapresentação, por exemplo, não esteve presente, já que, segundo a assessoria, está com caxumba.

Colunas

Contraponto