08h : 12min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Na festa da Vila Belmiro e despedida de Léo, Santos empata com o Benfica

Em clima de festa no estádio, que completa 100 anos no próximo dia 12, o Peixe se livrou de uma derrota. Os Encarnados saíram na frente com Salvio, mas Noguera empatou no fim do jogo

Comentar
Compartilhar
08 OUT 2016Por Alyson Gonçalo19h24
Em sua primeira partida com a camisa do Peixe, o zagueiro Fabiano Noguera marcou o gol de empateFoto: Matheus Tagé/DL

Perto de completar 100 anos de história, a Vila Belmiro viveu um clima de festa, na tarde deste sábado. Em amistoso internacional, o Santos ficou no empate, por 1 a 1, com o Benfica. O time português abriu o placar com o meia Salvio, em cobrança de pênalti. No apagar das luzes, porém, o zagueiro Fabián Noguera, que fez a sua estreia, marcou para o Peixe, de cabeça.

A festividade marcou também a despedida oficial do ex-lateral-esquerdo Léo. Ovacionado pelo torcedor, ele atuou por cerca de 10 minutos pelos Encarnados, onde atuou entre os anos de 2005 e 2009, e outros 10 no Alvinegro Praiano. Outro destaque na partida foi a presença do ex-camisa 10 Giovanni, que também foi homenageado, e jogou por 20 minutos no Peixe.

Apesar da presença de ex-jogadores e jogo festivo, a partida não teve nada de amistosa. Logo no início, o meia argentino Cervi deu uma entrada dura em Renato. Com dores lombares, o volante acabou substituído por Yuri. Após a falta, o zagueiro brasileiro Luisão discutiu com Luiz Felipe, e precisou ser contido por outros atletas do Peixe.

A partida ficou tensa e os jogadores passaram a discutir em cada dividida no gramado. O clima só foi amenizado com a entrada do ídolo Giovanni no lugar de Ricardo Oliveira, e a saída de grande parte dos titulares, que foram poupados pelo técnico Dorival Júnior.

Na segunda etapa, com uma equipe composta apenas por reservas, o Alvinegro não foi bem e chegou a ouvir críticas dos torcedores. Logo no primeiro minuto, o atacante José Gomes foi derrubado por Lucas Veríssimo na pequena área. Na cobrança, o meia Salvio bateu no meio e abriu o placar. Os Encarnados ainda teriam um novo pênalti a favor – novamente cometido por Veríssimo -, mas o goleiro João Paulo pegou a cobrança de José Gomes.

Após o perigo do segundo gol dos portugueses, o técnico Dorival Júnior promoveu a entrada do ex-lateral Léo e a torcida se inflamou nas arquibancadas. No abafa, o Santos conseguiu chegar ao gol de empate com o zagueiro Fabián Noguera, que fez a sua primeira partida pelo clube. Em cobrança de falta do jovem Matheus Oliveira, Noguera subiu mais que todo mundo e garantiu, mesmo que discretamente, a festa do torcedor do Santos na Vila Belmiro.

Agora, o Santos volta a pensar na disputa pelas primeiras colocações no Campeonato Brasileiro. No próximo dia 13, no Pacaembu, às 21h, o Peixe enfrenta o arquirrival São Paulo, em partida válida pela 30ª rodada do campeonato nacional.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar