23h : 52min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Moisés quer levantar taça na arena e rechaça soberba do Palmeiras

Líder há 18 rodadas consecutivas, o Verdão só precisa de um ponto em duas rodadas para atingir seu objetivo

Comentar
Compartilhar
23 NOV 2016Por Gazeta Press19h30
Moisés vê merecimento do Palmeiras em poder erguer o troféu no Palestra ItáliaFoto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press

Próximo de conquistar seu primeiro título brasileiro como jogador, Moisés não abre mão de erguer a taça na casa do Palmeiras, o Estádio Palestra Itália, onde a equipe pode confirmar o caneco neste domingo, diante da Chapecoense. Líder há 18 rodadas consecutivas, o Verdão só precisa de um ponto em duas rodadas para atingir seu objetivo.

Diferentemente das edições anteriores, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda premiar o time campeão de 2016 com o troféu no mesmo jogo em que o título for confirmado. No ano passado, por exemplo, o Corinthians alcançou a pontuação necessária para garantir o título contra o Vasco, em São Januário, mas só ergueu a taça no clássico diante do São Paulo, na rodada seguinte, em Itaquera.

“Não seria falta de respeito (levar o troféu ao Palestra Itália). O único time com chances de ser campeão no domingo é o Palmeiras. Não é desrespeito, temos uma chance real de título. Acredito que seria bonito, que se o Palmeiras conseguir concretizar o título, estar com a taça em sua casa”, argumentou Moisés, em entrevista coletiva concedida após o treino desta quarta-feira, na Academia de Futebol.

Peça fundamental no esquema de Cuca, o jogador de 28 anos prega respeito ao próximo adversário, mas quer utilizar a atmosfera da arena palmeirense para sacramentar a conquista que não vem desde 1994.

“Há oito, nove rodadas falam que estamos com o título na mão, mas seguimos com pés no chão. Não dá para mudar. Se trabalhamos assim até agora, não vamos mudar em novembro. Vamos seguir humildes, respeitando o adversário, mas na nossa arena vamos marcar pressão, agredir o adversário, porque lá temos um grande aproveitamento”, declarou.

Com três gols marcados no Brasileirão, Moisés se apega às “tantas porradas” – em termos de críticas – que o Verdão levou durante o torneio nacional para negar a existência de soberba dentro do elenco, apesar da iminência do título.

“Claro que a gente tem a confiança muito grande de que o título irá acontecer. Não pela Chapecoense, mas pelo campeonato que estamos fazendo, um trabalho muito bem feito. Dá a confiança de que um ponto é possível de fazer. Vamos manter a forma, trabalhar. Tem de conter a ansiedade que existe, está muito próximo, mas o grupo aprendeu na dificuldade. Tomamos tantas porradas, que não é agora que vamos cair na soberba de achar que já ganhou. Temos de tirar o peso que carregamos durante todo o campeonato”, concluiu.

A duas rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras é o líder, com 74 pontos, seis a mais que o segundo colocado Santos, seu único perseguidor agora. O duelo contra a Chapecoense está marcado para o próximo domingo, a partir das 17 horas (de Brasília). Todos os ingressos foram esgotados para a partida no Palestra Itália.

 

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar