23h : 04min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Massa festeja adeus de "cabeça erguida" e lutando por posição até a última volta

Neste domingo, o brasileiro não escondeu a satisfação por ter conseguido terminar a corrida pontuando e deixado uma boa última impressão

Comentar
Compartilhar
27 NOV 2016Por Estadão Conteúdo22h30
Massa festeja adeus de "cabeça erguida" e lutando por posição até a última voltaFoto: Divulgação

Nono colocado do GP de Abu Dabi, Felipe Massa terminou a sua última corrida como piloto de Fórmula 1 pontuando com a nona posição. Altamente homenageado pela Williams desde o GP do Brasil, palco da última etapa do Mundial, na qual também se emocionou ao ser aplaudido por todos os integrantes das outras equipes do grid ao percorrer os boxes em Interlagos após bater seu carro na entrada da reta principal durante a prova.

Neste domingo, o brasileiro não escondeu a satisfação por ter conseguido terminar a corrida pontuando e deixado uma boa última impressão nessa que foi a sua 250ª prova na F-1. "Sem dúvida é uma sensação boa, sensação de conquista, acabei a corrida de hoje lutando até a última volta", ressaltou o brasileiro, para depois lembrar que "entrou lutando e saiu lutando" da categoria máxima do automobilismo. "Saio feliz com o resultado de hoje. É um momento de alegria, saio de cabeça erguida."

Massa ainda qualificou o resultado deste domingo como "um grande presente" para ele, sendo que no último sábado já havia sido presenteado pela Williams com o carro que pilotou no GP do Brasil, há duas semanas, no circuito de Interlagos, em São Paulo, onde ainda teve o seu nome estampado no lugar do principal patrocinador da equipe, a Martini, em seu monoposto.

"Nunca vou esquecer o carinho de todos. O esporte é assim: uns param, outros começam", ressaltou Massa após a prova deste domingo nos Emirados Árabes Unidos, onde voltou a lembrar que não está se aposentando do automobilismo, e sim apenas da F-1. A Stock Car é um provável destino para o brasileiro, mas ele ainda não definiu em qual categoria deverá correr a partir de 2017. "Espero continuar me divertindo em outra categoria", projeta o brasileiro.

 

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar