20h : 00min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Jean brilha, Palmeiras vence o Figueira e amplia vantagem na liderança

Cada vez mais perto do final da competição, o resultado valeu muito para o Verdão

Comentar
Compartilhar
16 OUT 2016Por Gazeta Press19h23
Com a vitória, o Palmeiras abriu quatro pontos na liderançaFoto: Cristiano Andujar/AGIF

O Palmeiras venceu o Figueirense por 2 a 1, no Estádio Orlando Scarpelli, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Cada vez mais perto do final da competição, o resultado valeu muito para o Verdão, que aproveitou a derrota do Flamengo contra o Inter e abriu quatro pontos na liderança.

Depois de um primeiro tenso, que o Figueirense ficou todo recuado e o Palmeiras sofria para criar jogadas, a segunda etapa foi dominada pela equipe paulista. Logo aos 12 minutos, depois de pênalti sofrido por Gabriel Jesus, Jean foi para a cobrança e marcou o gol da vitória. O próprio Jean, aos 32, aproveitou uma sobra de bola para ampliar o placar.

Quando tudo parecia resolvido, o Figueirense ainda descontou com Rafael Silva, aos 35 minutos, que aproveitou falha de Jailson após cobrança de escanteio de Bady. O clube catarinense, no entanto, não teve forças para correr atrás do empate.

Apesar da vitória, o Palmeiras voltará para São Paulo com um prejuízo. Gabriel Jesus recebeu o terceiro cartão amarelo ainda na primeira etapa e será desfalque para o clube. Com 11 gols, jovem é o maior goleador da equipe e vice artilheiro da competição, atrás de Fred.

Com o resultado, o Palmeiras alcançou a marca de 14 rodadas sem derrota. A vantagem na liderança veio em ótima hora. Na próxima rodada, a equipe paulista enfrentará o Sport, que briga para fugir do rebaixamento, enquanto o Flamengo terá o difícil confronto contra o Corinthians.

O jogo – Logo nos primeiros minutos de partida, as equipes já revelaram quais seriam as suas estratégias para o confronto. O Palmeiras ocupou o campo de ataque trocando muitos passes e aproveitando a alta movimentação de Tchê Tchê e Jean, mas não conseguia superar a forte retranca do Figueirense, que esperava oportunidades no contra-ataque para levar perigo.

Enquanto o Verdão sofria com a criação, foi o Alvinegro quem conseguiu chegar com perigo pela primeira vez. Aos 37 minutos, em cobrança de falta, Ayrton bateu firme, a bola desviou na barreira e foi no contrapé de Jaílson, que conseguiu se recuperar a tempo e espalmar.

O susto parece ter acordado o time paulista. Nos últimos cinco minutos, o Palmeiras se lançou com tudo ao ataque e teve duas oportunidades para abrir o placar. Aos 42, após cobrança de escanteio de Dudu, Vitor Hugo cabeceou por cima do gol. Três minutos depois, Fabiano foi lançado pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro na altura da pequena área para Jesus. Mesmo com o goleiro já batido, o atacante desviou fraco a bola, dando tempo para a zaga se recuperar.

O Verdão voltou mais ligado para a segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Dudu recebeu na entrada da área e chutou cruzado, mas a bola passou rente à trave esquerda. Pouco depois, aos seis, Jean cruzou rasteiro e Moisés concluiu de letra, quase fazendo um golaço, mas a tentativa foi para fora.

Aos sete minutos, Bruno Alves subiu com o braço alto para disputar bola com Gabriel Jesus e o atacante do Palmeiras caiu dentro da área: pênalti. Depois de cinco minutos de reclamação dos atletas do Figueirense, Jean foi para a cobrança e bateu no meio do gol, Gatito Fernández ainda resvalou na bola, mas não foi suficiente e ela foi parar no fundo das redes.

Após a polêmica do pênalti para o Verdão, o clima da partida esquentou. E piorou aos 27 minutos, quando Rafael Silva foi derrubado por Egídio e a arbitragem mandou o jogo seguir. Atrás no placar, o técnico Marquinhos Santos fez as suas três substituições e lançou o time ao ataque.

Com mais espaço para atacar, o Palmeiras logo conseguiu aproveitar as chances. Aos 32, Jesus arrancou pela esquerda, cortou para o meio e tentou tocar para Dudu que passava em velocidade. A zaga conseguiu cortar, mas a bola sobrou para Jean, que bateu rasteiro de canhota, sem chance para o goleiro.

Quando tudo já parecia resolvido, o Figueirense conseguiu descontar. Aos 35, Bady cobrou escanteio, Jailson saiu muito mal do gol e Rafael Silva conseguiu cabecear da pequena área para as redes. Com o gol, o Figueirense se lançou com tudo para o ataque.

Para segurar o resultado, Cuca rapidamente trocou Dudu por Thiago Santos para recuar a equipe. Compactado e de forma segura, o Verdão conseguiu conter o ímpeto do adversário e quase marcou mais um, em cobrança de falta de Jean, aos 45. Dessa forma, a equipe paulista segurou o resultado até o apito final do árbitro e ampliou a sua vantagem na liderança da competição.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 2 PALMEIRAS

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Público: 17.090 presentes
Renda: R$ 399.115,00
Cartões amarelos: Jackson Caucaia (Figueirense); Dudu, Gabriel Jesus e Vitor Hugo (Palmeiras)
Gols: PALMEIRAS: Jean (pênalti) aos 12 e aos 32 minutos do segundo tempo. FIGUEIRENSE: Rafael Silva aos 35 minutos do segundo tempo.

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso; Josa, Ferrugem, Jackson Caucaia (Lins) e Dodô (Bady); Everton Santos (Rafael Silva) e Rafael Moura
Técnico: Marquinhos Santos

PALMEIRAS: Jailson; Fabiano, Mina, Vitor Hugo e Egídio; Jean, Tchê Tchê (Fabricio) e Moisés; Roger Guedes (Allione), Gabriel Jesus e Dudu (Thiago Santos)
Técnico: Cuca

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar