Prefeitura Santos febre amarela

Janela fecha e Santos não conclui empréstimo de Caju ao Lille

As partes chegaram a um acordo final nesta quinta-feira, mas a documentação não ficou pronta antes do encerramento da janela de transferências internacionais

Comentar
Compartilhar
31 AGO 2017Por Diário do Litoral22h09
Documentação não ficou pronta e Caju retorna ao SantosFoto: Divulgação/Santos FC

O Santos não conseguiu concluir o empréstimo do lateral Caju ao Lille (FRA). Após longo período de incertezas, as partes chegaram a um consenso e davam como certa a negociação. A documentação, porém, não ficou pronta antes do encerramento da janela de transferências internacionais, nesta quinta-feira (31).

Agora, as partes estudam uma possível transferência na próxima abertura do mercado, no início do ano que vem. Com o desfecho, o Peixe deixa de lucrar cerca de R$ 500 mil com o empréstimo, e outros possíveis R$ 16 milhões em uma venda definitiva, acordada após o complemento de 14 jogos.

A novela, que vem se desenrolando desde julho, foi estendida até os últimos momentos, pois o time francês ainda tinha algumas dúvidas sobre a condição física do atleta. No fim do último mês, Caju passou por uma bateria de exames médicos na França e o diagnóstico divulgado foi desanimador.

Segundo o Lille, o lateral apresentou problemas no púbis e na panturrilha, além de uma diferença de força entre as duas pernas. Nos últimos dias, porém, Caju foi submetido a novos exames e os resultados foram satisfatórios. O tempo, porém, não foi suficiente para a conclusão do negócio.

A Comissão Técnica já foi comunicada do desfecho inesperado na negociação, e o jogador deve ser reintegrado ao elenco nos próximos dias. De acordo com apuração do Diário do Litoral, ele deve participar de atividades com os seus companheiros de clube até o próximo domingo (20).

Nesta temporada, Caju foi pouco aproveitado, tanto por Dorival Júnior quanto por Levir Culpi. Ao todo, foram três jogos realizados e nenhum gol marcado. A sua última partida foi no empate do Peixe com o Atlético-GO, por 0 a 0, no primeiro dia de julho. Ele foi opção entre os titulares na ocasião.

Revelado nas categorias de base do Peixe, Caju foi promovido ao time profissional em 2014, quando tinha 19 anos. Ele teve bom início sob o comando de Ederson Moreira, chegou a ser convocado para as seleções de base, mas foi perdendo espaço ao longo dos últimos anos.

Colunas

Contraponto