Entrada da Cidade

Jair Ventura observa 31 atletas em 13 jogos do Santos

No último domingo (11), o Peixe foi a campo na Vila Belmiro com um time reserva, repleto de meninos da Vila. Eram sete entre os 11 titulares

Comentar
Compartilhar
13 MAR 2018Por Folhapress18h01
Jair Ventura já observou 31 jogadores desde que chegou ao SantosFoto: Divulgação/Santos FC

Apesar da classificação com duas rodadas de antecedência para as quartas de final do Campeonato Paulista, o Santos não fez uma primeira fase de encher os olhos. Longe disso. Foram apenas cinco vitórias em 13 jogos, quatro derrotas, apenas um triunfo em clássicos (contra o São Paulo) e 50% de aproveitamento dos pontos.

Parte disso, porém, tem a ver com a opção feita por Jair Ventura para conhecer bem o seu elenco. Recém-chegado à Vila Belmiro, o técnico pôde, com essa estratégia, observar 31 jogadores do grupo e avaliar bem cada um deles, sabendo agora com quem realmente poderá contar para a sequência da temporada.

No último domingo (11), o Santos foi a campo na Vila Belmiro com um time reserva, repleto de meninos da Vila -eram sete entre os 11 titulares formados nas categorias de base do clube. Sem entrosamento, a equipe acabou derrotada por 3 a 1 pelo São Bento, mas o resultado não foi tão lamentado por Jair Ventura, uma vez que, com o Santos classificado, o principal objetivo do confronto, segundo o próprio treinador, era mesmo analisar os atletas do elenco.

"Eu não posso tirar o jogo de um contexto. A avaliação do jogo foi feita dentro de uma classificação com duas rodadas de antecedência e, por conta dessa antecedência, tive a oportunidade de oportunizar mais de 30 atletas jogarem em 13 jogos. Agora, nós vamos para momentos decisivos sabendo com quem a gente pode contar", explicou.

"Lógico que a derrota foi muito ruim, a torcida quer sempre vencer, mas o Santos teve esse luxo de entrar com um time todo alternativo para gente poder conhecer mais o nosso elenco. E, agora, em todas as situações decisivas, a gente já sabe com quem pode contar."

De acordo com Jair Ventura, foi possível avaliar muita coisa com as partidas em que poupou alguns titulares e aproveitou para observar jogadores menos utilizados -especialmente a mais recente, contra o São Bento.

"Coisas positivas e negativas. Coisas que nós não gostamos, fizemos avaliações individuais, mas fica complicado a gente expor. Mas muitas coisas que a gente tinha alguma dúvida viraram certeza, então é importante. Eu gosto muito de justiça, e de repente, eu teria que chegar em momentos decisivos sem ter olhado a maioria dos jogadores. Agora são 30 jogadores [31, na verdade], acho que é um número bem significativo para 13 jogos. A gente consegue chegar no momento mais decisivo deste primeiro semestre conhecendo bem o elenco, e isso é muito bom", completou.

A partir desta semana, o Santos inicia o momento mais decisivo (até aqui) da temporada, com os jogos de quartas de final do Paulistão (contra o Botafogo-SP) e, especialmente, a sequência da fase de grupos da Libertadores. O time alvinegro volta a campo nesta quinta (15) para encarar o Nacional-URU no Pacaembu, pela segunda rodada do grupo 6 da competição sul-americana. Na estreia, o time foi derrotado pelo Real Garcilaso, no Peru.

Os 31 jogadores observados por Jair Ventura:

Goleiros
Vanderlei (12 jogos)
Vladimir (1)

Laterais
Daniel Guedes (8)
Caju (5)
Victor Ferraz (4)
Romário (2)
Dodô (2)

Zagueiros
David Braz (9)
Lucas Veríssimo (7)
Luiz Felipe (6)
Gustavo Henrique (4)
Robson Bambu (3)

Meio-campistas
Vecchio (12)
Alison (10)
Jean Mota (9)
Renato (8)
Vitor Bueno (6)
Léo Cittadini (5)
Matheus Jesus (4)
Guilherme Nunes (2)
Victor Yan (1)
Gabriel Calabres (1)

Atacantes
Arthur Gomes (13)
Sasha (11)
Copete (10)
Rodrygo (9)
Gabigol (5)
Rodrigão (5)
Yuri Alberto (4)
Diogo Vitor (3)
Bruno Henrique (1)

Colunas

Contraponto