Prefeitura Santos febre amarela

Jair cita situação física e trabalho gradativo e reluta em escalar Rodrygo

Apesar dos pedidos constantes da torcida, o novo xodó santista ainda passará por um 'trabalho gradativo' até encontrar a condição ideal entre os titulares

Comentar
Compartilhar
29 JAN 2018Por Folhapress17h06
Jair cita situação física e trabalho gradativo e reluta em escalar RodrygoFoto: Ivan Storti/SFC

O fato de ter sido decisivo nas duas últimas rodadas (contra Ponte Preta e Ituano) e ter marcado dois gols em três jogos que disputou com a camisa do Santos nesta temporada ainda não credenciam Rodrygo a conquistar uma vaga titular na equipe da Vila Belmiro. Pelo menos na visão de Jair Ventura, técnico do clube alvinegro. Apesar dos pedidos constantes da torcida, o novo xodó santista ainda passará por um 'trabalho gradativo' até encontrar a condição ideal para assumir uma posição entre os 11 do time, nas palavras do chefe.

"Tem estrela e qualidade, é um jogador diferenciado, mas tem a situação física ainda, é um menino. Tem que ser um trabalho gradativo. A torcida tem toda razão em estar pedindo, eu estaria também. É um jogador diferente tecnicamente", analisou o treinador.

Titular nos quatro primeiros jogos do ano, Rodrigão não vem dando conta do recado. Até fez gol na estreia, contra o Linense, mas acabou substituído em três das quatro partidas. A própria torcida pede a sua saída do time, e o favorito dos santistas para ganhar a vaga é seu novo talismã. Porém, é mais provável que, antes dele, Sasha ganhe uma oportunidade como titular.

Atualmente, o Santos tem Bruno Henrique vetado pelo departamento médico por conta de um descolamento de retina. Ele ainda é dúvida para o clássico contra o Palmeiras, dia 4, no Allianz Parque. O mesmo acontece com o recém-contratado Gabigol, que trabalha para estrear contra o rival.

"Não posso pensar que o Bruno [Henrique] está fora. Tenho de pensar que vamos ficar mais fortes ainda. Temos os meninos, o Rodrygo, Sasha, Rodrigão... o pessoal que estamos usando. Estamos tirando o máximo deles. Ainda tem Gabigol para estrear e a volta do Bruno. Vamos ficar mais fortes ainda", acrescentou Jair Ventura em coletiva.

Colunas

Contraponto