Jadson participa de metade dos gols do Corinthians no ano

Neste domingo (4), o meia voltou a contribuir de maneira decisiva para mais uma vitória do Timão

Comentar
Compartilhar
05 FEV 2018Por Folhapress13h05
O meia Jadson voltou a contribuir de maneira decisiva para mais uma vitória do CorinthiansFoto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

De reserva em 2017 a essencial em 2018. Neste domingo (4), o meia Jadson voltou a contribuir de maneira decisiva para mais uma vitória do Corinthians. Foi dele a assistência para Pedro Henrique definir o triunfo por 1 a 0 sobre o Novorizontino no interior paulista.

Levando-se em conta os dois jogos da Flórida Cup e as cinco rodadas do Campeonato Paulista até o momento, o camisa 10 teve participação direta em metade dos 12 gols marcados pelo time do técnico Fábio Carille no ano. Jadson balançou as redes em três oportunidades e foi o garçom dos companheiros em outras três.

Os números impressionam ainda mais pelo fato de o meia ter alternado boas atuações com períodos de irregularidade em 2017, terminando o ano inclusive no banco de reservas -Jadson perdeu a condição de titular durante a campanha fraca do Corinthians no segundo turno do Brasileiro.

Uma conversa com o próprio Carille, porém, afetou o posicionamento do meia antes de a bola voltar a rolar em 2018: ficou definido que ele seria titular no esquema 4-1-4-1, atuando mais próximo a Rodriguinho na parte central. Função bem diferente à que ele desempenhou no ano anterior, aberto pelo lado direito do ataque. A "reinvenção", como os números comprovam, tem dado muito certo.

"Atuando pela beirada eu voltava para ajudar e estava muito longe do gol. Tive essa conversa com o Carille, que é um cara muito do bem, que dá abertura. Ele falou que não ia colocar isso em prática no ano passado porque a equipe já estava em um sistema, mas que no começo desse ano ele ia começar a trabalhar para ver como seria", contou Jadson em entrevista ao programa "Bem Amigos", do Sportv, na última segunda-feira (28).

Com a mudança de posicionamento, o ex-meia da seleção brasileira tem muitas vezes dado início à saída de jogo, auxiliado Rodriguinho na criação e encostado na área -os três gols anotados até aqui fazem dele um dos artilheiros do Paulista. Para completar, Jadson também segue como uma arma perigosa na bola parada: neste domingo, cruzou na medida para Pedro Henrique marcar de cabeça.

"É verdade, a gente trabalha muito no treino com o Jadson na batida. Hoje (domingo), mais uma vez, deu certo", disse o zagueiro corintiano após a partida.

Aos 34 anos, Jadson tem contrato com o Corinthians apenas até o final de 2018.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto