Pref 13 e 14

Gustavo Henrique deve voltar a treinar com bola em uma semana

Zagueiro do Santos rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo na derrota do Peixe por 1 a 0 para o Sport, na Ilha do Retiro, em setembro do ano passado

Comentar
Compartilhar
16 JUN 2017Por Pedro Henrique Fonseca19h38
Reportagem conversou com zagueiro na Gugu Barbershop, em SantosFoto: Pedro Henrique Fonseca/DL

O zagueiro Gustavo Henrique segue em processo de recuperação no Santos e deve voltar a treinar com bola em uma semana. Ele rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo na derrota do Peixe por 1 a 0 para o Sport, na Ilha do Retiro, em setembro do ano passado, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

A informação foi divulgada pelo próprio jogador em contato com a Reportagem do Diário do Litoral na Gugu Barbershop, em Santos. Próximo de voltar aos gramados, Gustavo Henrique sentiu um desconforto no local e foi submetido a uma videoartroscopia no joelho esquerdo. O processo atrasou a volta do zagueiro.

"Eu tive um probleminha há um mês que atrasou a minha evolução, mas agora já recomecei a parte de campo e preparo físico. Acho que falta ganhar um pouco de força que também é importante, mas acho que em mais uma semana eu já estou treinando com o grupo", afirma.

Sobre voltar a disputar partidas, Gustavo Henrique crê que após o início do treino com bola, em um mês, ele estará pronto para voltar a jogar.

Esta é a segunda lesão deste tipo sofrida pelo zagueiro.

Em 2014, ele sofreu uma torção no joelho durante o treinamento e um exame de ressonância magnética, apontou uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho direito do santista.

"Essa contusão (do nado passado) foi diferente porque eu acabei machucando o menisco e o ligamento colateral medial e a cicatrização demora um pouco mais, mas no geral é sempre a mesma coisa. Tem que se sentir bem, se sentir forte, para voltar a jogar", conta.

Quem também sofreu uma lesão no joelho na mesma época, foi o seu parceiro de zaga, Luiz Felipe. Em outubro, durante um clássico contra o Palmeiras, o zagueiro sofreu um entorse e um exame de ressonância magnética detectou ruptura parcial do ligamento cruzado do joelho direito do atleta.

O tempo no Departamento Médico do clube aproximou ainda mais os defensores e Gustavo revela que pôde auxiliar o companheiro durante o processo de recuperação.

"Como foi a primeira contusão dele, eu procurei sempre passar o que já tinha acontecido comigo e auxiliá-lo. Mas fora de campo a gente também sempre teve uma amizade muito boa. É um grande amigo que já está recuperado e treinando com o grupo. Agora é focar para nós voltarmos o mais rápido possível", diz.

Colunas

Contraponto