01h : 55min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Exame não aponta lesão, mas Renato segue como dúvida no Santos

O volante, de 38 anos, deve participar de treino nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé. Caso não sinta dores na coxa, será opção contra o Atlético-PR, pela Libertadores

Comentar
Compartilhar
08 AGO 2017Por Alyson Gonçalo18h30
O camisa 8 segue como dúvida para o duelo do Santos contra o Atlético-PRFoto: Ivan Storti/Santos FC

Com dores na coxa direita, o volante Renato passou por exames de imagem, nesta terça-feira (08), e não teve nenhuma lesão detectada no local. O camisa 8, porém, segue como dúvida para o duelo do Santos contra o Atlético-PR, nesta quinta, em jogo decisivo pelas oitavas de final da Libertadores.

De acordo com os médicos do clube, o experiente jogador, de 38 anos, tem um quadro de mialgia (dor muscular). Nada, porém, que o descarte como opção. Nesta terça, ele fez trabalho regenerativo na academia e será avaliado em campo nesta quarta, em último treino antes da partida com o Furacão.

Caso não sinta dores e participe da atividade sem restrições, Renato será relacionado para a partida e atuará ao lado de Yuri, que foi ausência no empate com o Avaí, no último domingo, por conta de uma suspensão. Eles formam parceria no meio de campo desde a saída de Thiago Maia ao Lille, da França.

Por outro lado, se ainda se queixar de dores musculares, o volante deve ser substituído por Alison. Com isso, a equipe ganha em poder de marcação, mas perde qualidade na saída de bola. Leandro Donizete, que vinha sendo o substituto imediato no setor, não foi aproveitado nos últimos jogos.

Uma outra opção seria a entrada de Léo Cittadini - este, porém, com uma função mais ofensiva. Diante do Avaí, ele foi o escolhido para entrar no lugar de Renato, mas teve atuação apenas discreta.

O meia Emiliano Vecchio, que recentemente substituiu Renato – também por conta de uma lesão muscular –, não está à disposição. Ele rompeu músculo adutor da coxa direita em vitória, por 4 a 2, sobre o Flamengo, na Copa do Brasil, e só deve retornar aos gramados no fim de agosto.

 

Colunas

Contraponto