11h : 24min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Em estreia heroica, Real Cubatense arranca empate contra o Jabaquara

O Atlético Real Cubatense foi a campo com um jogador a menos, devido a problemas documentais na inscrição dos atletas

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2017Por Da Reportagem17h36
Real Cubatense arranca empate contra o JabaquaraFoto: Victor de Andrade

Imagine um filme onde um time, que está estreando no dia do aniversário da cidade, começa jogando com apenas 10 atletas, sendo que o lateral-direito é um goleiro improvisado, tem um zagueiro expulso no segundo tempo e, mesmo assim, consegue arrancar um empate. Pois é, isto aconteceu na manhã deste domingo, dia 9 de abril, quando o Real Cubatense jogou com todas estas características citadas e arrancou um empate do Jabaquara.

O Atlético Real Cubatense foi a campo com um jogador a menos, devido a problemas documentais na inscrição dos atletas e entrava pela primeira vez no gramado para uma partida oficial exatamente no dia do aniversário da cidade de Cubatão. Inclusive, o prefeito da cidade, Ademário da Silva Oliveira, esteve presente no jogo. E apesar do problema, o Guará Vermelho iniciou o jogo em cima do Jabaquara.

Aos 5 minutos, o meia Kaká, aproveitando-se da forte chuva que caiu no início do jogo, arriscou chute de fora da área, obrigando ao goleiro João Vitor a se esticar todo para a defesa. Depois deste lance, as duas equipes se revezaram no ataque e o Real Cubatense sempre chegava com seu trio ofensivo, formado por Kaká, Jefferson e Samuel. Enquanto isso, o sistema defensivo da equipe de Cubatão se portava bem, mesmo com o goleiro que seria reserva, Géderson, improvisado na lateral direita.

“Nunca imaginei estar jogando na linha. Porém, este meu sacrifício foi importante para a equipe”. Além de Géderson, o goleiro Matheus Dellamonica, os zagueiros Saravia e Caio, o lateral esquerdo Matheus Bezerra e os volantes Cleverton e Vincius Galan faziam bom jogo.

Aos 31', aconteceu o Real Cubatense abriu o marcador. Samuel puxou contra-ataque pela direita e serviu Jefferson. O meia do Guará Vermelho invadiu a área e bateu forte, sem chances para o goleiro João Vitor, marcando um gol histórico para o caçula do futebol paulista: 1 a 0 para o Real Cubatense.

O Jabaquara foi para o ataque, tentando o empate, principalmente em jogadas de Fábio e Carlos Eduardo, mas o arqueiro Matheus Dellamonica garantiu que o jogo fosse para o intervalo com a vantagem para o time de Cubatão. No segundo tempo, aproveitando-se da vantagem numérica, o Jabaquara foi para cima e empatou aos 14 minutos, com Carlos Eduardo, de cabeça. Porém, mesmo com a desvantagem numérica e o cansaço, o Real Cubatense teve duas chances para marcar, ambas com o atacante Samuel.

A situação piorou quando o zagueiro Caio foi expulso aos 35'. Com dois a menos, quem brilhou foi o goleiro Matheus Dellamonica. Com suas defesas, o Guará Vermelho assegurou um heroico empate. “É difícil mesmo jogar com a pressão do adversário, já que estávamos com dois a menos. Porém, conseguimos segurar o resultado e este ponto foi muito importante”, explicou o arqueiro do Guará. Após a partida, o treinador do time, Delei Marques, disse que gostou da postura de sua equipe que, apesar de todas as dificuldades, soube ser guerreira e jogar futebol quando esteve com a bola. “Mesmo com um a menos, chegando a ser dois após os 35 do segundo tempo, o time buscou jogar futebol e conseguimos nosso primeiro ponto no campeonato”.

O próximo jogo do Real Cubatense será apenas no dia 22 de abril, às 15 horas, contra o Grêmio Mauaense, em Mauá.

A partida que estava marcada para o dia 16, foi cancelada devido a desistência do Guaratinguetá na competição.

Ficha Técnica

JABAQUARA 1 X 1 REAL CUBATENSE

Data: 9 de abril de 2017

Local: Estádio Espanha – Santos-SP

Público: 589 pagantes Renda: R$ 8.830,00

Árbitro: Saulo Samuel Muniz Felix

Assistentes: Rodrigo Fondatto Rodrigues e Guilherme Holanda Moura Lima

Cartões Amarelos Jabaquara: Marcos Denilson Real Cubatense: Caio e Cleverton

Cartão Vermelho Real Cubatense: Caio

Gols Jabaquara: Carlos Eduardo, aos 14' do segundo tempo

Real Cubatense: Jefferson, aos 31' do primeiro tempo

Jabaquara: João Vitor; João Moreira, Christian, Tales e Luan; Natan (Yeifer Pereira), Marcos Denilson (Bode), Aryan (Lucas Ian) e Murilo; Fábio e Carlos Eduardo – Técnico: Gilberto Costa

Real Cubatense: Matheus Dellamonica; Géderson, Saraiva, Caio e Matheus Bezerra; Cléverton, Vinicius Galan, Kaká e Jefferson; Samuel – Técnico: Delei Marques

Colunas

Contraponto