08h : 11min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Diretoria do São Paulo pensa em Autuori para chefiar comissão técnica

O ex-treinador pediu demissão do Atlético-PR nesta segunda-feira (10), após ver a diretoria dispensar o técnico Eduardo Baptista

Comentar
Compartilhar
11 JUL 2017Por Folhapress20h00
Diretoria do São Paulo pensa em Autuori para chefiar comissão técnicaFoto: Divulgação

A comissão técnica do São Paulo pode ganhar mais novidades em breve. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva aprova a ideia e analisa a possibilidade de contratar Paulo Autuori como um chefe do departamento de futebol. O ex-treinador pediu demissão do Atlético-PR nesta segunda-feira (10), após ver a diretoria dispensar o técnico Eduardo Baptista.

Leco exaltou o currículo de Autuori para embasar a hipótese de tê-lo à frente da comissão, que a partir desta segunda tem Dorival Júnior como treinador, Lucas Silvestre e Léo Porto como novos auxiliares e Celso Resende como preparador físico. A informação sobre o interesse em Autuori foi publicada pelo "Globoesporte.com".

"Trata-se de nome de inegável conceito, ainda mais no São Paulo. Autuori foi campeão mundial no São Paulo, tem respeito muito grande. Não foi cogitado [para ser técnico], mas é sempre um nome bem-vindo por uma instituição que tem desejo de grandeza. Mas, para comandar a comissão técnica, é outro assunto.

Não posso responder com riqueza de detalhes. Só que é um nome qualificado para isso, será objeto de análise. Não houve absolutamente nada, mas não significa que não possa haver", explicou Leco.

Além dos títulos conquistados em 2005, Autuori teve passagem ruim pelo São Paulo em 2013. Foram apenas 17 jogos, com 25% de aproveitamento e crise pela presença na zona de rebaixamento. O então presidente Juvenal Juvêncio o demitiu e contratou Muricy Ramalho para salvar a equipe.

REFORÇOS

Os próximos dias também podem levar novidades para o elenco. O zagueiro Aderlan deve ser anunciado ainda nesta terça-feira para um empréstimo de 18 meses, cedido pelo Valencia, da Espanha.

Já o volante Matheus Jesus ainda pode demorar mais tempo, mas também tem acordo para um ano e meio de empréstimo, em negociação com o Estoril, de Portugal.

Colunas

Contraponto