Corinthians e agente de Balbuena se reúnem após quatro meses

O vínculo de Balbuena, 26 anos, tem duração até dezembro, e há preocupação que a permanência dele se arraste

Comentar
Compartilhar
15 FEV 2018Por Folhapress10h41
A pedida de Balbuena para renovar deixa o clube receosoFoto: Daniel Augusto/Agência Corinthians

Pela primeira vez desde o fim de setembro, quando se reuniu na Argentina e apresentou uma oferta de renovação, o Corinthians se sentou com um dos empresários do zagueiro Fabián Balbuena.

Presente a São Paulo para abordar o tema com o novo presidente Andrés Sanchez, o agente paraguaio Renato Bittar foi a Itaquera e acompanhou a derrota corintiana para o São Bento nesta quarta-feira (14).
Bittar e a nova direção do Corinthians se sentaram pela primeira vez para tratar do tema, mas o encontro não deixou a cúpula do clube otimista.

O vínculo de Balbuena, 26 anos, tem duração até dezembro, e há preocupação que a permanência dele se arraste e se transforme em uma nova novela semelhante à que envolveu Pablo, hoje no Bordeaux, durante 2017.

Em contatos com dirigentes do Corinthians, o próprio defensor deixou claro que não tem pretensão de sair livre ao fim do acordo e deixar o clube de mãos vazias.

Por outro lado, a pedida de Balbuena para renovar deixa o clube receoso. Em setembro, o então diretor de futebol Flávio Adauto apresentou oferta de quatro anos de vínculo, com luvas e reajuste salarial, mas não teve resposta.

Depois de percorrerem a Europa atrás de uma oferta interessante por Balbuena e serem procurados pelo Palmeiras, nas últimas semanas, os empresários do defensor se voltaram ao Brasil para conversar de renovação.

Em conversas com o zagueiro, o gerente de futebol Alessandro Nunes chegou a afirmar que o Corinthians aceitaria ofertas por ele na casa de 8 milhões de euros, independente de o contrato ter sido estendido. A posição, porém, não mudou o clima de novela em torno da prorrogação do vínculo.

Desde o fim de setembro, quando foi apresentada oferta, Balbuena só se valorizou no clube. Na reta final do Brasileiro, ganhou protagonismo enquanto Pablo caiu de rendimento e foi eleito para a seleção ideal do torneio.

Ele ainda começou 2018 com status de principal líder do time ao lado do goleiro Cássio, anotou dois gols em vitórias e se tornou referência para Pedro Henrique.

Além de Balbuena, o Corinthians também tem por resolver a renovação de contrato de Jadson, que fica livre em dezembro.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto