Prefeitura Santos febre amarela

Contagem regressiva para o Triathlon Internacional de Santos

27ª edição da prova ocorre no dia 25 de fevereiro pelas tradicionais ruas de Santos (SP)

Comentar
Compartilhar
07 FEV 2018Por Da Reportagem11h51
Bia Neres e Flávio Queiroga venceram a prova em 2017Foto: João Pires/SantosPress Comunicação

Uma das principais provas da modalidade no país, o Triathlon Internacional de Santos chega à sua 27ª edição no dia 25 de fevereiro com a participação de centenas de atletas de todo o Brasil nas categorias amador e profissional, com largada prevista para às 7h30 para os profissionais e às 7h50 para os amadores, na praia do Boqueirão, em Santos (SP). Durante a prova, os triatletas percorrerão 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida por ruas e avenidas de Santos e um trecho da Via Anchieta (até o trevo da Piaçaguera/Guarujá).

As inscrições para a prova seguem abertas pelo site - www.internacionaldesantos.com.br ou nos pontos fisicos em Santos, na Loja Moving - no Shopping Pátio Iporanga e, em São Paulo, na Loja Fit - Rua Oscar Freire, 682. No dia 24 de fevereiro, durante a entrega dos kits na Expo Internacional de Santos e o Congresso Técnico que ocorrerá na sucursal da Porto Seguro, na Av. Francisco Glicério, 557, Pompéia, das 13h às 19h, os atletas terão a última chance para se inscreverem.

A programação do evento prevê para o dia da prova, a entrega da numeração dos atletas e o check-in das bicicletas, das 6h15 às 7h15, na Avenida Conselheiro Nébias, com a avenida da praia (Boqueirão). Já a largada acontece às 07h30, para os profissionais, e a partir das 07h50, para todos os amadores nas diversas categorias inscritas. A premiação oficial está prevista para às 11h, no mesmo local.

Segundo o diretor da prova, Núbio de Almeida, a expectativa é a melhor possível. "Estamos muito contentes com a organização deste ano. Teremos um nível bem elevado e todos ganham com isso, inclusive o público, que poderá acompanhar de perto e prestigiar o evento" analisa o diretor e criador do Triathlon Internacional de Santos.

Infraestrutura de ponta
A prova abre o calendário mundial da modalidade, tornando-se uma das mais procuradas e tradicionais do circuito. Apenas para se ter uma ideia da infraestrutura do evento, desde a primeira edição, em 1992, são mais de mil pessoas divididos entre staff, segurança, equipe médica, administração do trânsito - Ecovias, Polícia Militar e Rodoviária. Na parte de hidratação serão distribuidos cerca de 30 mil copos de água, 3 mil kilos de gelo, além de frutas entregues após a prova.

E a briga pela ponta entre os profissionais promete ser acirrada. Os campeões em 2017, Flávio Queiroga e Bia Neres já estão confirmados na prova. Contudo, não terão tempo fácil. Nomes como Reinaldo Colucci, Almir Gustavo Sorbo e Flávio Queiroga, entre os homens e Pamela de Oliveira, Beatriz Neres e Fernanda Garcia, entre as mulheres, deverão compor a elite dos melhores triatletas do Brasil que estarão na disputa pelo título.

Aliás, o equilibrio é um fator característico da competição. O principal vencedor no masculino é o argentino Oscar Galindez, com sete conquistas (1993,1994,1998, 2000, 2001, 2003 e 2006). Entre as mulheres estrangeiras, o destaque é a australiana Michele Jones, com cinco vitórias (1996, 1997, 1998, 1999 e 2001). A maior vencedora brasileira da prova é Carla Moreno (2005, 2006, 2008, 2009, 2011, 2012, 2013 e 2014), que subiu ao topo do pódio oito vezes.

Gisele Bertucci (2004) e Sandra Soldan (2003) venceram uma cada. Entre os homens, Leandro Macedo (1996), Paulo Henrique Miyashiro (2007 e 2008), Reinaldo Colucci (2009, 2010, 2011, 2012 e 2013) e Marcus Fernandes (2014, 2015 e 2016) foram os únicos atletas nacionais a vencerem a disputa. "É difícil cravar alguma coisa. Os atletas estão em início de temporada e tudo pode acontecer durante a prova. Talvez, seja esse o grande glamour da prova", analisa Núbio.

Colunas

Contraponto