16h : 57min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Com Denis longe dos planos, São Paulo estuda novo goleiro para 2018

O departamento de futebol não quer tornar pública a possibilidade de trazer mais um jogador para a posição para não desmotivar os atletas que defendem o time

Comentar
Compartilhar
02 AGO 2017Por Folhapress19h30
Denis, que tem contrato só até o dia 31 de dezembro, não está nos planos da diretoria para a próxima temporadaFoto: Rubens Chiri/SPFC

Apesar de não tirar os olhos do Campeonato Brasileiro deste ano, o São Paulo já inicia também o estudo do elenco para 2018. Como já havia sido publicado pelo UOL Esporte, Denis, que tem contrato só até o dia 31 de dezembro, não está nos planos da diretoria para a próxima temporada. Por isso, o clube cogita a contratação de um goleiro.

O departamento de futebol não quer tornar pública a possibilidade de trazer mais um jogador para a posição para não desmotivar os atletas que defendem o time neste ano e também para evitar a especulação no mercado, como aconteceu, por exemplo, no caso de Walter. O São Paulo, ao contrário do que já foi dito pelo Corinthians e pelos agentes de Walter, não fez uma oferta pelo alvinegro.

Por outro lado, titular na equipe de Dorival Júnior, Renan Ribeiro negocia a renovação do seu vínculo. O jogador tem acordo até 28 de maio de 2018 e deve receber um aumento salarial. A expectativa do arqueiro é de que a transação tenha um desfecho nos próximos dias.

Sidão aparece como o outro nome no elenco. Com acordo até dezembro de 2018, ele tem sido relacionado para os jogos e treina normalmente com os demais companheiros. Outra opção no elenco é Lucas Perri, que foi promovido das categorias de base e ainda não teve oportunidade de estrear no profissional.

OUTRO LADO

Denis e o seu empresário, Luis Carlini, não foram procurados pela diretoria para conversar sobre o futuro do goleiro no São Paulo. Com menos de seis meses para o fim do acordo, o jogador está livre para assinar um pré-contrato com outro clube.

"Não estamos trabalhando neste sentido [de negociar um pré-contrato]. Vamos esperar o São Paulo para conversar com a gente. Ele é jogador do São Paulo, tem a cabeça no São Paulo e vai cumprir o seu contrato", disse Carlini.

Colunas

Contraponto