23h : 07min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Após Hernández, Santos tenta fechar com dois atacantes ‘nível Libertadores’

O Alvinegro Praiano espera ainda contratar dois zagueiros e um meio-campista para a disputa da competição sul-americana na próxima temporada

Comentar
Compartilhar
24 NOV 2016Por Alyson Gonçalo18h25
Santos tenta Berrío e ainda não desistiu de Guerra, ambos do Atlético Nacional-COLFoto: Associated Press

O Santos quer contratar pelo menos mais dois atacantes para a próxima temporada. Após acertar com o colombiano Vladimir Hernández, do Junior Barranquilla, os dirigentes do clube buscam outras opções no setor em “nível Libertadores”. Uma lista foi passada pelo técnico Dorival Júnior e a ideia é correr atrás de jogadores que atuem pelas beiradas do campo.

A Comissão Técnica entende que, atualmente, o elenco conta apenas com Jonathan Copete com características de um “ponta”. Vitor Bueno e Jean Mota, que vem atuando nesta posição, são meias de origem, enquanto Arthur Gomes e Walterson ainda são muito jovens. Por conta disso, o Peixe trata estas contratações como prioridades, já que o clube precisa de maiores opções para disputar a Taça Libertadores no próximo ano.

A maior aposta é Orlando Berrío, do Atlético Nacional. O Santos fez uma sondagem inicial em termos financeiros e se assustou com a pedida de cerca de R$ 15 milhões. O clube estuda outras maneiras de viabilizar o negócio e mandou um empresário para negociar com o time de Medelín no início da próxima semana. A equipe ainda se mostra confiante sobre um acerto.

Além de Berrío, o Peixe trabalha com uma lista em torno deste segundo atacante. A ideia é não gastar tanto em relação ao primeiro, e manter o teto salarial do clube, que hoje é de cerca de R$ 230 mil. Nomes como do atacante Marinho, do Vitória, Willian, do Cruzeiro, e Marcelo Cirino, do Flamengo, não foram descartados. O Santos, porém, não oficializou proposta.

A lista de reforços do clube ainda inclui a compra de mais dois zagueiros. A chegada dos atletas serviria para suprir as ausências de Luiz Felipe e Gustavo Henrique, que se recuperam de lesões ligamentares e serão liberados apenas em abril de 2017. O zagueiro Cleber, do Hamburgo (ALE), é o principal nome observado. Já o experiente Alex está praticamente descartado.

Em relação ao meio-campista, o Santos ainda não desistiu do meia Guerra. Apesar de o técnico Dorival Júnior frear a investida por conta dos altos valores, os dirigentes entendem que o meia venezuelano seria  fundamental no torneio sul-americano. O empresário citado, que irá tentar ajustar detalhes da chegada de Berrío, também dará outra cartada por Guerra na próxima semana.

Vale lembrar ainda que, além de Hernández, o Peixe acertou com o lateral Matheus Ribeiro, ex-Atlético-GO. Destaque no título do Dragão na Série B do Campeonato Brasileiro, o jogador deve assinar um vínculo em definitivo no próximo mês.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar