07h : 45min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Produção de etanol cresce 11,5% com gasolina cara e aumento nos impostos

A maior atratividade do etanol para o consumidor em relação à gasolina é evidenciada pelas vendas de álcool hidratado

Comentar
Compartilhar
12 OUT 2017Por Nilson Regalado11h50
Com cenário favorável, a produção do biocombustível cresceu 11,5%Foto: Rodrigo Montaldi/DL

O encanto gerado pelos preços altos do açúcar perdeu o efeito com as desvalorizações recentes do adoçante no mercado internacional. Mas o Governo Federal deu uma mãozinha aos usineiros aumentando a alíquota do PIS/Cofins que incide sobre a gasolina. Mais: o preço da gasolina não parou de subir nas refinarias nas últimas semanas. Resultado: usineiros de todo Centro-Sul do País resolveram transformar cada vez mais cana em etanol.

Com cenário favorável, a produção do biocombustível cresceu 11,5% na segunda quinzena de setembro, na comparação com igual período de 2016.

Em seu relatório de acompanhamento de safra, divulgado na terça-feira, a União da Indústria de Cana-de-açúcar  informou que 53,5% do total da cana processada na segunda quinzena do mês foi usada para a produção de álcool, ante 52% na primeira metade do mês e 50% em igual período de 2016.

A maior atratividade do etanol para o consumidor em relação à gasolina é evidenciada pelas vendas de álcool hidratado, usado diretamente nos tanques dos veículos, que alcançaram 1,38 bilhão de litros em setembro, o maior resultado mensal desde abril.

Isso afeta teu bolso!
Os estoques globais de trigo são os maiores da história, correspondendo a 36% do consumo mundial/ano. Mais: 70% da área plantada com o cereal já foi colhida no Paraná e a safra no Rio Grande do Sul está prestes a ser colhida. Resultado: os preços caíram 10% no mercado interno na virada do mês, segundo a consultoria Safras & Mercado.

“Quando vendermos todas as almas...”
Consciente que o governo está fragilizado com a denúncia que paira contra Michel Temer por obstrução de justiça e organização criminosa, a bancada ruralista no Congresso Nacional foi ao Palácio do Planalto no início do mês disposta a emitir a fatura para venda dos votos contra a investigação dos atos supostamente criminosos do presidente.

“...dos nossos índios num leilão...”
Desta vez, os ruralistas querem a edição de uma medida provisória que autorize o arrendamento de terras indígenas para produção agropecuária. Trocando em miúdos: os grandes fazendeiros querem a liberação formal do governo Temer para que possam criar gado e plantar soja e milho transgênicos em terras demarcadas e com natureza protegida.

Inimigo dos agrotóxicos
Criado em 1992, o prêmio Imprensa Bahia deste ano foi concedido ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Entregue no final de setembro em parceria com o Lions Club, o prêmio reconheceu a luta do MST contra a concentração de terras e pela produção de alimentos mais saudáveis.

As estrelas...
Astrônomos ligados ao Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, à Universidade Estadual de Feira de Santana, na Bahia, e ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais testemunharam um fenômeno raro na Via Láctea: a morte de uma estrela.

...e a transitoriedade...
Considerado uma anã branca, o corpo celeste morreu por ‘desnutrição’ depois que sua companheira, uma estrela anã marrom, ‘sugou’ parte de sua massa. Antes de morrer, a estrela ‘caminhava’ rumo à categoria das gigantes vermelhas. Ela pode ter atingido um raio maior que a distância da Terra ao Sol (cerca de 150 milhões de quilômetros), mas foi perdendo massa.

...de tudo no Universo
As observações, realizadas entre 2005 e 2013 no Observatório do Pico dos Dias, no sul de Minas Gerais, e num telescópio das Ilhas Canárias, na Espanha, foram descritas agora em artigo publicado no Monthly Notice of the Royal Astronomical Society.

Colunas

Contraponto