06h : 52min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Ações de JBS e BRF despencam mais de 6% com Operação Carne Fraca

A operação deflagrada nesta sexta-feira é a maior já realizada da PF. Cerca de 1.100 policiais federais cumprem 309 mandados judiciais

Comentar
Compartilhar
17 MAR 2017Por Folhapress15h00
Ações de JBS e BRF despencam mais de 6% com Operação Carne FracaFoto: Divulgação

As ações dos frigoríficos JBS e BRF lideram a lista de maiores quedas do Ibovespa nesta sexta-feira (17), reagindo à Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investiga irregularidades na venda de carnes. Ambas as companhias são alvo da operação.

As ações ordinárias da JBS perdiam há pouco 6,17%, a R$ 11,25, enquanto as ordinárias da BRF caíam 6,15%, a R$ 37,54. O Ibovespa tinha leve baixa de 0,19%, aos 65.653,17 pontos.

A operação deflagrada nesta sexta-feira é a maior já realizada da PF. Cerca de 1.100 policiais federais cumprem 309 mandados judiciais.

O objetivo é desarticular uma suposta organização criminosa liderada por fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, que, com o pagamento de propina, facilitavam a produção de produtos adulterados, emitindo certificados sanitários sem fiscalização.

"A JBS já vinha sendo investigada pela Operação Lava Jato e agora mais uma acusação é deflagrada contra a companhia, o que deve pressionar ainda mais a empresa diante destas investigações", diz a equipe de análise da Guide Investimentos, em relatório. A Seara, controlada pelo Grupo JBS, também é alvo da Carne Fraca.

"Quanto à BRF é a primeira vez que a empresa enfrenta acusações de ilegalidades. Esperamos repercussão negativa nas empresas no pregão de hoje [sexta], e deverá repercutir negativamente na qualidade da administração destas companhias", acrescentam.

As empresas ainda não se pronunciaram sobre a operação.

Colunas

Contraponto