Promo DL

Abates de bovinos e frangos recuam no segundo trimestre

Mesmo com a queda em relação a 2016, o abate de bovinos teve um aumento de 0,3% em relação ao primeiro trimestre deste ano

Comentar
Compartilhar
15 SET 2017Por Da Reportagem12h32
Os abates de bovinos e frangos recuaram no segundo trimestre deste anoFoto: Divulgação/CNTA Afins

Os abates de bovinos e frangos recuaram no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo dados divulgados ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no segundo trimestre deste ano, foram abatidas 7,42 milhões de cabeças de bovinos, 3,1% a menos do que no mesmo período de 2016. As informações são da Agência Brasil.

Mesmo com a queda em relação a 2016, o abate de bovinos teve um aumento de 0,3% em relação ao primeiro trimestre deste ano.

O abate de frangos, que chegou a 1,43 bilhão no segundo trimestre do ano, teve quedas de 4% na comparação com o primeiro trimestre deste ano e de 4,5% em relação ao segundo trimestre de 2016.

O abate de suínos, por sua vez, atingiu o maior número desde 1997: 10,62 milhões de cabeças no segundo trimestre deste ano. O aumento foi 1,3% em relação ao primeiro trimestre deste ano e 0,2% na comparação com o segundo trimestre de 2016.

A produção de ovos de galinha, que chegou a 816,1 milhões de dúzias no segundo trimestre de 2017, também teve aumentos de 3,3% na comparação com o trimestre anterior e 7,3% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

Leite e couro

A aquisição de leite pelas indústrias beneficiadoras, que chegou a 5,64 bilhões de litros, recuou 3,7% do primeiro para o segundo trimestre, mas avançou 8% na comparação com o segundo trimestre do ano passado.

Já a aquisição de couro, que envolveu um total de 8,23 milhões de peças inteiras, recuou 1,2% no trimestre e 4,8% na comparação anual.

 

Colunas

Contraponto