Banner Codevida

Sindicato denuncia falta de segurança em creches e escolas de Cubatão

O Sintragenlitoral alerta que, além da insegurança de alunos e professores, ­cerca de 180 profissionais estariam sem emprego

Comentar
Compartilhar
15 NOV 2017Por Da Reportagem13h00
Escolas e creches de Cubatão estão sem segurançaFoto: Arquivo/DL

Escolas e creches de Cubatão estão, desde o último sábado (11), sem segurança. A denúncia é do Sindicato da Categoria Profissional Diferenciada dos Empregados e Trabalhadores do Ramo de Atividade de Vigilância e Segurança Privada de Santos e Região – Sintragenlitoral, alertando que, além da insegurança de alunos e professores, ­cerca de 180 profissionais estariam sem emprego.

Segundo a entidade de classe, foi encerrado o contrato com a Empresa Marvin Segurança Patrimonial Ltda, que prestava serviço à Administração que, em seu site, sequer informa quando será realizada nova licitação para contratação de novos ­seguranças.

Segundo informações do Sindicato, somente o contrato de Câmara foi renovado, permitindo segurança aos parlamentares do município.  A Reportagem obteve, extraoficialmente, que a Prefeitura convocou emergencialmente funcionários públicos efetivos de segurança cobrir a falta de profissionais, o que, de certa forma, manteria os equipamentos seguros até a contratação de uma nova empresa.

Prefeitura

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura confirmou ontem que 170 vigilantes do quadro efetivo da Prefeitura têm se encarregado da segurança com o apoio de mais 16 policiais militares da Operação Delegada.

Nos próximos dias a Prefeitura estará assinando contrato emergencial para garantir a qualidade do serviço à população.

“Em paralelo, no curtíssimo prazo, será publicado edital de licitação para a contratação de empresa de segurança”, finaliza nota da Prefeitura de Cubatão.

Colunas

Contraponto