Santos promove semana do resíduo eletrônico

A iniciativa é da Fundação Settaport em parceria com o Centro de Reciclagem de Eletrônicos de Santos

Comentar
Compartilhar
26 NOV 2017Por Vanessa Pimentel11h30
Começa amanhã e segue até o dia 1 de dezembro a campanha de recolhimento de lixo eletrônicoFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Começa amanhã e segue até o dia 1 de dezembro a campanha de recolhimento de lixo eletrônico. A iniciativa é da Fundação Settaport em parceria com o Centro de Reciclagem de Eletrônicos de Santos e visa promover a destinação correta deste tipo de resíduo.

Quem tiver interesse em descartar televisores, monitores, equipamentos de computadores em geral, rádios, cabos, carregadores, eletrodomésticos e todo tipo de lixo eletrônico, com excessão de tonners e lâmpadas, pode agendar a coleta gratuita pelo telefone (13) 3221 2546.

As retiradas seguirão o seguinte cronograma: Na segunda-feira o caminhão passará pela Ponta da Praia, Estuário, Macuco, Aparecida, Embaré, Boqueirão e Encruzilhada. Na terça, os bairros contemplados serão Saboó, Chico de Paula, Santa Maria, Caneleira, Vila São Jorge, Bom Retiro, Areia Branca, Jardim Castelo e Rádio Clube. Na quarta segue para o Centro, Valongo, Monte Serrat, Vila Mathias, Paquetá, Vila Nova, Encruzilhada Jabaquara, Vila Belmiro, Marapé e Campo Grande. Quinta-feira é a vez do Gonzaga, Pompéia, José Menino (morr0), Alemoa, São Manoel e Piratininga. Por fim, na sexta-feira, a coleta passará pelo Valongo, Nova Cintra, Morro São Bento, Boa Vista, Pacheco e Vila São Bento.

Com a campanha, Francisco Antônio Nogueira da Silva, o presidente do centro, espera recolher 20 toneladas de lixo eletrônico.

“Com a lei do lixo, as ligações aumentaram, mas muita gente ainda não sabe da existência desse serviço, então a campanha vai nos ajudar a divulgar o que fazemos e ampliarmos nosso trabalho”, explica Chico.

O Centro de Reciclagem de Lixo Eletrônico existe há seis anos e deixou de enviar ao aterro sanitário cerca de 600 toneladas de lixo. O centro fica na Av. Conselheiro Nébias, 85.

Colunas

Contraponto