08h : 44min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Santos comemora o Dia Mundial do Pão com caridade

45 mil pães foram distribuídos para entidades assistenciais

Comentar
Compartilhar
19 OUT 2016Por Vanessa Pimentel10h00
Doação benefeciou as cidades de Santos, Praia Grande, Guarujá, Cubatão e São VicenteFoto: Matheus Tagé/DL

Diversos são os registros deste alimento considerado sagrado pela humanidade.  Fonte de inpiração para diversos artistas, o pão impulsionou a poesia do escritor Ferreira Gullar: “Sei que a vida vale a pena, mesmo que o pão seja caro e a liberdade pequena”, a música da banda Los Hermanos: “E até quem me vê lendo jornal na fila do pão, sabe que eu te ­encontrei” e a roteirista dos mais jovens Tati Bernardi: “Tem muito pão com ovo se achando Big Mac”.

Para homenagear um alimento tão popular, a União dos Padeiros e Confeiteiros de Nova Iorque instituiu em 16 de outubro de 2000 o Dia Mundial do Pão.

Na Baixada Santista, o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Santos e Região realizou, na última terça-feira, a tradicional doação de pães para celebrar a data.

Com o apoio de empresas do setor, foram produzidos 45 mil pães foram distribuídos para entidades assistenciais de algumas cidades da ­região.

Dialino dos Santos Rosário, presidente do sindicato, explicou que o intuito da ação é doar um pouco do que se tem e lembrar as pessoas de que todos podem ajudar o outro. “Além do arroz e feijão, outra combinação perfeita é o leite com o pão. Já é hábito dos brasileiros, principalmente, o pão e o leite estarem na mesa. Sem pão não tem café”, ressaltou.

Segundo ele, mesmo com tantas receitas novas, o pãozinho francês continua sendo o carro chefe das padarias.

Doações

Durante a distribuição, Karen Simeão, assessora do Fundo Social de São Vicente, retirou 14 mil pães que foram divididos entre 60 entidades da cidade. Representantes dos municípios de Praia Grande, Guarujá e Cubatão também estiveram presentes.

“Todo ano venho aqui. As crianças já ficam esperando o lanche especial desta tarde. No nosso ramo, toda doação é bem-vinda”. O lembrete vem de Marcele Marques, diretora da Creche Lar Escola Irmã Sheila, em Santos. A escola abriga 92 alunos entre 1 e 6 anos de idade, alguns em período integral.

Inovação

Com um público cada vez mais exigente, os donos de padarias se mantém atentos para manter a clientela fiel e atrair novos. Hoje é possível encontrar pão para quem não quer sair da dieta ou tem alguma restrição alimentar. As panificadoras oferecem ciabatta, baguete, italiano, integral, vitaminado, light e até sem glúten e sem ­lactose.

A forma de fabricar o pão francês também mudou. Em 2012, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um documento (Guia de Boas Práticas Nutricionais) que serviu de modelo para ajudar os comerciantes do ­setor a reduzir o teor de sal nas receitas em 10%. Antes, uma unidade de 50 gramas continha 320 miligramas de sódio. Hoje possui 289 ­miligramas.

Padarias x Empórios

Outro fator é a mudança do perfil da padaria de bairro para grandes empórios. Para Dialino, esta nova roupagem traz apenas um ar mais moderno para o comércio e é uma forma de aumentar a variedade de produtos oferecidos ao consumidor. Mas, destaca que o que vale sempre é a qualidade do pãozinho ­oferecido.  

Números

Conforme o presidente do sindicato, existem na Baixada Santista 850 panificadoras.

Cada santista consome em média 30 Kg de pão por ano. Para ele, o consumo ainda é baixo se comparado à Europa, onde varia de 35 a 45 Kg por pessoa.

“Há uma tentativa de substituir o pão francês por outros alimentos, mas para mim, nenhum outro o supera”, brinca.

Em média o preço da mercadoria varia de R$12 a R$15 o quilo e não há como prever reajustes no valor, já que cada padaria coloca o preço necessário para manter o negócio.  

Carreira

Quem tiver interesse em trabalhar na área de panificação, encontra informações sobre cursos e convênios na sede do sindicato, na Avenida Afonso Pena, 736, Estuário, em Santos.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar