Entrada da Cidade

Retrospectiva: confira o que de mais importante aconteceu em 2017

Denúncias de corrupção e as delações marcaram a política do Brasil. Na música, mortes de ídolos como Chester Bennington, Chris Cornell e Kid Vinil

Comentar
Compartilhar
30 DEZ 2017Por Da Reportagem10h00
Lula, Teori Zavascki e Sérgio Moro dominaram as manchestes de jornaisFoto: Divulgação/Fotos Públicas

Denúncias de corrupção e delações na política do Brasil

Alexandre Moraes vira ministro do STF
Alexandre de Moraes foi nomeado em fevereiro como ministro do STF, substituindo Zavascki. O relator de sua indicação, o senador Eduardo Braga (PMDB-AM), ao emitir seu parecer, afirmou que Moraes, na época ministro da Justiça, teria “formação técnica adequada” para o cargo. Em um livro de Direito publicado por Moraes, constam trechos idênticos aos de uma obra de um jurista espanhol.

Carne Fraca
Em março, uma megaoperação da Polícia Federal desmontou um esquema de funcionários do Ministério da Agricultura que teriam recebido propina para liberar carne para venda sem passar pela devida fiscalização. A operação aconteceu em 6 estados e no DF, com 35 pessoas presas.

Delação do fim do mundo
Acusações feitas por mais de 70 executivos da Odebrecht atingem ministros do governo, deputados, senadores e governadores. A delação resultou em aberturas de inquéritos.

‘Tem que manter isso, viu?’
Em maio, como parte de um acordo de delação premiada, os donos da JBS Joesley e Wesley Batista entregaram à Justiça uma gravação que revelava um diálogo entre Temer e Joesley, na qual o presidente ouviu do empresário que ele estava se esforçando para “ficar de bem com o Eduardo [Cunha]”, numa alusão à compra de seu silêncio, e ainda complementando que faria isso “todo mês”. Em resposta, Temer afirmou: “Tem que manter isso, viu?”.

Lula é condenado a 9 anos de prisão
Na sentença, o juiz Sergio Moro citou documentos e depoimentos que comprovam que o tríplex do Guarujá era destinado ao ex-presidente. Foi a primeira vez na história que um ex-presidente é condenado por um crime comum no Brasil. A decisão permite que Lula recorra em liberdade.

Rebelião nos presídios
Na virada do ano, 56 presos morreram no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus. Outros oito detentos foram mortos nos dias seguintes no Amazonas: 4 na Unidade Prisional Puraquequara (UPP) e 4 na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoal. No dia 6, 33 foram mortos na Penitenciária Agrícola Monte Cristo (Pamc), em Roraima. O Rio Grande do Norte foi o terceiro Estado a registrar matanças em presídios, quando presos do pavilhão 5, que abriga integrantes do PCC da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na Grande Natal,  quebraram parte de um muro e invadiram o pavilhão 4.

Empresário Eike Batista é preso
O empresário Eike Batista foi preso por agentes da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Eike teve a prisão preventiva decretada depois que dois doleiros disseram que ele pagou US$ 16,5 milhões a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio.

Bunker de Geddel escondia R$51 milhões
A Polícia Federal encontrou em setembro diversas malas de dinheiro em um suposto bunker onde o ex-ministro Geddel Vieira Lima  (PMDB) armazenaria recursos ilícitos, em Salvador, na Bahia. A maior apreensão de dinheiro da história contabilizou R$51 milhões no espaço.

Reforma trabalhista
Novas leis passaram a vigorar em novembro, mesmo após diversas polêmicas e protestos.

Pelo Mundo
Ataques, chuvas e furacões

Horror no mundo
O terrorismo fez vítimas em diversas partes do mundo: Afeganistão, Turquia, Egito, Nigéria, Rússia, Somália, EUA e Paquistão. Só a União Europeia registrou mais de 30 ataques terroristas no ano.

Tempestades e furacões
O mais poderoso furacão do Atlântico em uma década assolou os Estados Unidos. Tempestades tropicais mataram mais de 190 pessoas no Caribe e um incêndio florestal deixou mais de 60 mortos em Portugal. Já no México, 358 pessoas morreram após um terremoto de magnitude 7,1.

Mortes

Teori Zavascki (19 de janeiro)
Ministro e relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

Carlos Alberto Silva (20 de janeiro)
Treinador de futebol

Antônio Pedro (Russo) (28 de janeiro)
Assistente de palco

Marisa Letícia Lula da Silva (3 de fevereiro )
Ex-primeira dama brasileira

Chuck Berry (18 de março)
Cantor e guitarrista

Jerry Adriani (23 de abril)
Cantor

Belchior (30 de abril)
Cantor e compositor

Almir Guineto (5 de maio)
Cantor e compositor

Nelson Xavier (10 de maio)
Ator e diretor

Chris Cornell (18 de maio)
Cantor

Kid Vinil (19 de maio)
Cantor e radialista

George de França Freitas, o Guile (14 de junho)
Vendedor

Maria Estela (6 de julho)
Atriz

Chester Bennington (20 de julho)
Cantor e compositor

Robson Apolinário (26 de julho)
Sindicalista

Paulo Silvino (17 de agosto)
Ator e humorista

Jerry Lewis (20 de agosto)
Comediante

Rogéria (4 de setembro)
Atriz

Armênio Mendes (13 de outubro)
Empresário e economista

Marcelo Rezende (16 de setembro)
Jornalista

Márcia Cabrita (10 de novembro)
Atriz

Eva Todor (10 de dezembro)
Atriz

Aracy Cardoso (26 de dezembro)
Atriz

Luiz Melodia (4 de agosto)
Cantor e compositor

Colunas

Contraponto