Entrada da Cidade

Prefeitura descarta ‘surto’ de aranhas em Praia Grande

A informação da Administração Municipal diz respeito a uma postagem que movimentou as redes sociais nesta semana

Comentar
Compartilhar
06 DEZ 2018Por Rafaella Martinez07h00
O ‘post’ foi compartilhado mais de 1.700 vezes e alardeou a população dos bairrosFoto: Reprodução/Facebook

Praia Grande não registra um surto de aranhas, embora um caso tenha sido registrado na cidade. A informação da Prefeitura diz respeito a uma postagem que movimentou as redes sociais nesta semana. O homem que foi picado no pescoço pelo inseto denunciou um suposto surto na região da Vila Tupi, Aviação, Vila Mirim e Jardim Caiçara.

O ‘post’ foi compartilhado mais de 1.700 vezes e alardeou a população dos bairros. Em nota, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande informa que não existe qualquer tipo de ‘surto’ de aranhas e explica que registrou apenas um caso relacionado a este aracnídeo. “Válido destacar que a Sesap está monitorando as unidades de Urgência e Emergência da Cidade com o objetivo de descobrir se, de fato, estão havendo novas ocorrências deste tipo”, diz o documento.

O homem relata que foi picado no dia 30 de novembro pelo inseto, que teria caído de uma árvore. Após o ataque, ele se dirigiu ao hospital irmã Dulce. No prontuário compartilhado nas redes sociais, o médico aponta que não foi possível identificar o inseto.

“Sim, estamos falando de um animal peçonhento (...) Eu fiquei assustado a hora que bati a mão no pescoço e joguei longe esse bicho. Primeiro momento pensei que se tratava de um filhote de escorpião, mas se tratava de uma aranha marrom a qual ataca até dentro das casas”, relata o homem.

Até o fechamento desta edição a reportagem não conseguiu a confirmação da espécie do aracnídeo.

Colunas

Contraponto