Promo DL

Parque Cotia-Pará terá escola de ensino ambiental

O local passou por ampla readaptação para se adequar às novas normas federais do setor e ganhou características rurais, como a minifazenda, além de ampliar as opções de lazer para o público

Comentar
Compartilhar
27 ABR 201511h07

Em breve, as instalações do Núcleo de Estudos Ambientais (NEA) serão transformadas na primeira escola municipal de educação ambiental instalada dentro de um parque e funcionando em período integral. O anúncio foi feito pela prefeita Marcia Rosa, na reabertura do parque ecológico municipal Cotia-Pará, na manhã de ontem. O local passou por ampla readaptação para se adequar às novas normas federais do setor e ganhou características rurais, como a minifazenda, além de ampliar as opções de lazer para o público.

Em seu discurso, Marcia lembrou a importância da união de todos para a realização dos projetos urbanos e comentou sua alegria em realizar mais este sonho, de revitalizar o parque.

Destacando as parcerias firmadas, citou o novo Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Silvestres (Ceptas), coordenado pela Universidade Monte Serrat (Unimonte), “único projeto da Baixada Santista no gênero, que universidades de outras regiões estão vindo conhecer”.

Já o secretário de Meio Ambiente, Rafael Ferreira de Abreu, destacou a ação de seus antecessores, dos colegas de outras pastas e da Cursan, bem como dos funcionários daquela secretaria, para reestruturar as instalações dentro de um novo plano de manejo.

Atividade educativa em dia útil e passeio no fim de semana (Foto: Divulgação/PMC)

Orgânicos

Durante o domingo, funcionou no parque uma mostra de produtos orgânicos, em promoção conjunta da Associação dos Produtores Orgânicos do Vale do Ribeira (Aovale), da Associação de Produtores Orgânicos do Alto Tietê (Aproate) e da Associação Uno e Verso).

Atrativos

São inúmeros os atrativos instalados nos 840 mil m² do parque, desde o seu fechamento em agosto de 2013. Logo na entrada principal, destaca-se a pequena fazenda, com dois pôneis e dois minibovinos, carneiros, galinhas e outros animais, para as crianças terem um primeiro contato com a vida rural, além da horta para cultivo de plantas diversas.

Quatro pedalinhos em formato de cisne foram adquiridos para uso no Lago das Carpas, que tem nas suas margens quiosques para o público realizar lanches e piqueniques. Futuramente, os pedalinhos serão transferidos para outro lago, maior, que será remodelado em uma segunda etapa. Foi feita também a reforma completa da Trilha do Cristo Redentor, que leva até o monumento, além de outras tilhas e caminhos do parque, e o próprio monumento recebeu pintura especial.

Há ainda área de recreação e academia ao ar livre. O zoológico foi também reformulado.

Serviço

O parque localizado no km 55/56, da pista sult da Via Anchieta, funciona das 8 às 17h, menos às segundas-feiras.
 

Colunas

Contraponto