Santos Vacinação 2

Papo de Domingo: Especialista dá dicas para efetivação no trabalho temporário

'Não encare o trabalho temporário como um bico ou algo sem relevância. Leve a sério para ser levado a sério', explica a especialista

Comentar
Compartilhar
24 DEZ 2017Por Da Reportagem10h30
Juliana Pereira é assessora de carreira da CathoFoto: Divulgação

O trabalho temporário pode ser mais do que uma forma de ganhar um dinheiro extra. É uma maneira de valorizar ainda mais o currículo de um profissional, com benefícios que podem se estender para diferentes áreas e carreiras. Além disso, é uma boa oportunidade de efetivação no mercado de trabalho. Mas, para que isso seja possível, algumas dicas são importantes e devem ser levadas em consideração.

A assessora de carreira da Catho, Juliana Pereira, dá algumas dicas valiosas que podem fazer toda a diferença na hora da contratação.

“Não encare o trabalho temporário como um bico ou algo sem relevância. Leve a sério para ser levado a sério”, explica Juliana.

O bom relacionamento com as pessoas, a pontualidade e o comprometimento também não podem ser deixados de lado. Confira mais dicas.

DL - Quais as dicas mais importantes para quem quer uma chance de ser efetivado?
Juliana -
Para quem deseja uma efetivação é importante lembrar que nem todas as vagas efetivas surgem imediatamente após o término do contrato temporário. Por isso, é interessante se destacar entre os demais, pois a chance do gestor, futuramente, lembrar-se do funcionário temporário que se destacou é maior. Também vale demonstrar comprometimento com suas tarefas, força de vontade, iniciativa, contribuir para implantação de melhorias, possuir bom relacionamento com a equipe e gestores e deixar evidente seu desejo em permanecer na empresa e contribuir para seu crescimento.

DL - Quais as atitudes dos temporários que mais podem afastar a oportunidade da efetivação?
Juliana -
O que pode descartar as chances para efetivação é a falta de pontualidade e de iniciativa, descumprimento de prazos, desinteresse pelos negócios da empresa, falta de qualidade nas atividades desempenhadas e problemas de relacionamento com os companheiros de trabalho.

DL - O comércio é um dos ramos que mais contrata temporários no fim do ano. Quais as dicas para quem quer se estabelecer nesta área?
Juliana
- Alguns fatores como ter desenvoltura para lidar com o público, iniciativa, mostrar interesse pelo trabalho e força de vontade para se manter no cargo, podem contribuir significativamente para a contratação nessa área.

DL - O comportamento do funcionário é, de fato, determinante para ele conseguir ou não a vaga ou a situação financeira da empresa conta mais?
Juliana -
Épocas sazonais são as que mais contratam profissionais para vagas temporárias, por exemplo, Páscoa, Dia das Mães e final de ano (Natal e Ano Novo), pois é justamente nestes períodos em que há uma demanda maior do que nas demais épocas do ano. Como a projeção já indica que haverá um pico de demanda que depois irá diminuir, as empresas não abrem vagas que visam contratos de trabalho por tempo indeterminado, mas apenas para suprir a necessidade da sazonalidade. Entretanto, é comum que alguns profissionais, após apresentar um bom desempenho, permaneçam na empresa como efetivos. Dessa forma, o profissional deve sempre encarar esse momento como uma oportunidade, deixando sempre as portas abertas, além de considerar o emprego como efetivo desde o início, pois muitas empresas avaliam o trabalho temporário ou informal como sendo um período de experiência.

DL - As vagas temporárias são, para muitos, a chance do primeiro emprego. Pela faixa etária, a pouca experiência e a timidez, às vezes, prejudicam os jovens. Para falar com esse público em específico, quais dicas você sugere?
Juliana
- De fato, o trabalho temporário pode ser uma ótima porta de entrada para quem não possui experiência profissional. Disponíveis no ano todo, com maior quantidade nas férias, no período de festas de fim de ano e em datas comemorativas, são uma excelente forma de entrar e conquistar espaço no mercado de trabalho. Contudo, é importante que o jovem deixe a timidez e insegurança de lado, pois muitas vezes acabam perdendo uma boa oportunidade por não conseguirem controlar tais emoções. Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, destacam-se as pessoas que têm desenvoltura, força de vontade de aprender e que conseguem driblar a ansiedade, o medo e a insegurança.

DL - E para quem já tem mais idade e conseguiu uma oportunidade como temporário, quais dicas para se manter na vaga?
Juliana -
O profissional tem que ter em mente que ele será observado em todas as suas atitudes, ainda que o trabalho seja temporário, pois nessa época, muitas empresas costumam colher os melhores talentos para que possam ser aproveitados quando tiver uma vaga aberta. Por isso é importante que o profissional “marque presença” com uma boa postura, compromisso, competência, proatividade e produtividade. Passar uma boa impressão, de quem quer trabalhar, crescer, e tem disposição é imprescindível para não ser esquecido em uma oportunidade de contratação.

DL - Observar o comportamento dos funcionários já contratados é válido?
Juliana -
Sim, espelhe-se em um colaborador que tem uma boa postura, é engajado com os negócios da empresa e que superam as expectativas do gestor. Avalie o desempenho daquele colaborador efetivo e no que ele mais se destaca. Também é permitido perguntar como ele conseguiu a efetivação e quais são os fatores que o seu gestor aprecia em funcionário.

DL - Fique à vontade para sugerir mais dicas ou acrescentar assuntos, caso ache necessário.
Juliana -
Há diversas fontes na qual o profissional que está em busca de um trabalho temporário pode encontrar. Algumas delas são:

Sites de emprego: muitas dessas fontes disponibilizam vagas nos mais diferentes regimes de contratação, inclusive vagas temporárias.

Jornais e revistas: são também ótimas fontes, pois geralmente trazem anúncios de vagas temporárias em diversos setores.

Agências de emprego: essa também pode ser uma ótima opção para quem está buscando uma vaga temporária, já que empresas contratam serviços de agência, principalmente em épocas sazonais.

Shoppings: geralmente os shoppings têm uma administração geral que recebe currículos e os ­disponibiliza para os lojistas, além disso, o profissional mesmo pode levar o currículo direto nas lojas.

Vale ressaltar que os segmentos de vestuário, eletrodomésticos e alimentação são os mais movimentados e que mais contratam em todo o país.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto