Entrada da Cidade

Ônibus de Cubatão ficarão sem cobradores

A situação, que já gerou centenas de desempregados na região, já ocorre em todas as demais cidades da Baixada Santista

Comentar
Compartilhar
16 DEZ 2017Por Da Reportagem11h02
Câmara de Cubatão autorizou projeto de lei que dispensa o uso de cobradoresFoto: Arquivo/DL

A Câmara de Cubatão aprovou ontem, em duas discussões, o projeto de lei, de autoria do Executivo, que revoga a lei de 2004 e autoriza a empresa de ônibus concessionária do serviço de transporte público a dispensar o uso de cobradores e optar pelo sistema de bilhetagem eletrônica ou obrigar motoristas a cumprir a função.

A situação, que já gerou centenas de desempregados na região, já ocorre em todas as demais cidades da Baixada Santista. Os vereadores Rafael Tucla (PT) e Toninho Vieira (PSDB) votaram contra o projeto.

Também ontem, em segunda discussão, a Câmara aprovou a emenda à lei orgânica do Município, também de autoria do Executivo, que permite a cobrança da taxa de iluminação pública. Vale lembrar que proposta já havia sido rejeitada duas vezes no plenário da Casa, inclusive quando Ademário era vereador. Ele votou a favor do projeto em 2016 e contra em 2014. Na duas oportunidades anteriores, houve até um abaixo-assinado com cerca de cinco mil munícipes que se manifestaram contra a cobrança.

Toninho Vieira (PSDB) também votou contra. Já o vereador Fábio Alves Moreira, o Roxinho (PMDB), relembrou ter votado contra este mesmo projeto em 2016, porém a propositura deste ano, segundo ele contou, com estudo mais detalhado justificando seu posicionamento favorável.

“O parque de iluminação está comprometido”, disse o vereador Ivan Hildebrando (PSB), justificando seu voto a favor. Rafael Tucla (PT) lembrou que esse assunto vinha sendo um apontamento continuo do tribunal de contas pela cobrança ser uma exigência legal.

Colunas

Contraponto