23h : 06min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Novos pontos de radar passam a operar nesta sexta-feira em Santos

Os que registram a velocidade máxima permitida de 50 km/h estão instalados na Avenida Afonso Pena e na Avenida Epitácio Pessoa

Comentar
Compartilhar
30 NOV 2016Por Da Reportagem21h38
Os novos pontos de radar passam a operar nesta sexta-feira em SantosFoto: Matheus Tagé/DL

A partir da 0h de sexta-feira (2) terá início a operação, para efeito de multa, de quatro pontos com fiscalização eletrônica. Os que registram a velocidade máxima permitida de 50 km/h estão instalados na Avenida Afonso Pena, próximo ao nº 260 (Extra), nos dois sentidos da via, e na Avenida Epitácio Pessoa, nas proximidades do nº 527 (Pão de Açúcar).

Na Avenida Bartolomeu de Gusmão (praia) com a Avenida Cel. Joaquim Montenegro (canal 6) e na Avenida Senador Feijó com a Avenida Rangel Pestana, os radares flagrarão motoristas que ultrapassarem a velocidade de 50km/h, avançarem o sinal vermelho do semáforo e pararem sobre a faixa de pedestres.

Até abril deste ano, a Cidade contava com 23 pontos de fiscalização eletrônica. Em razão de nova licitação, a empresa TecDet, vencedora do certame, vem reinstalando os aparelhos, totalizando 14 pontos a partir de amanhã (2/12). Os outros dez equipamentos estão em processo de instalação ou aferição. Ou seja, a Cidade contará com apenas um ponto a mais se comparado ao último contrato.

Multas

A multa para quem ultrapassar em até 20% da velocidade permitida para o local é média, de R$ 130,16, com acréscimo de quatro pontos na CNH do motorista.    

De 20% a 50% da velocidade, a multa é grave - R$ 195,23 e cinco pontos. Para quem ultrapassa a velocidade acima de 50%, gravíssima, com fator multiplicado por 3, cujo valor é de R$ 880,41. Esta última tem como medida administrativa a suspensão do direito de dirigir.

Já quem avança o sinal vermelho é multado em R$293,47 (7 pontos) e parar na faixa de pedestres implica em pagar R$130,16 (4 pontos).

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar