06h : 44min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Novena antecede festa da padroeira em Santos

Hoje acontece a tradicional Novena em louvor à Padroeira da Cidade que, neste ano, tem como tema ‘Ano Mariano: fazer memória e agradecer’

Comentar
Compartilhar
07 SET 2017Por Da Reportagem10h50
Amanhã um dos pontos altos dos festejos será a Missa Campal, às 9h30, na Praça José Bonifácio, presidida por Dom Giovanni D’Aniello e concelebrada por Dom TarcísioFoto: Matheus Tagé/DL

Os festejos de Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira da cidade de Santos continuam hoje. A celebração religiosa, uma das mais tradicionais do município, se estende até amanhã, com três celebrações diárias (9h, 17h e 19h), além da récita do Rosário (meio dia). A programação deste ano tem duas novidades: a presença do Núncio Apostólico Dom Giovanni D’Aniello, representante do Papa Francisco no Brasil e uma alteração nas novenas dedicadas a Maria.

O prelado, que nasceu na Itália, ocupa o cargo de Embaixador da Santa Sé no País desde fevereiro de 2012 – fora nomeado pelo Papa Bento XVI. Ele aceitou o convite feito pela Diocese de Santos, por meio de Dom Tarcísio Scaramussa,SDB, Bispo Diocesano, para participar dos festejos. É a primeira vez que o Núncio vem à cidade: “Será um momento muito especial celebrarmos essa grande festa de fé, que mobiliza os santistas praticamente desde a fundação da Cidade, com a presença de Dom Giovanni, comemorando também um ano de canonização de Madre Teresa de Calcutá. A devoção a Nossa Senhora, sob o título de Monte Serrat, é singular e marcante, prova da fé do povo santista na mãe de Jesus. Algo que se renova e se fortifica com o passar dos anos”, salienta Dom Tarcísio, lembrando os 62 anos da coroação de Maria como padroeira de Santos.

Programação

Hoje acontece a tradicional Novena em louvor à Padroeira da Cidade que, neste ano, tem como tema “Ano Mariano: fazer memória e agradecer” e o lema: “Fazei tudo o que Ele disser” (Jo 2,5).

Fiéis de todas as paróquias de Santos se reunirão na Catedral, às 19h.

“Neste ano a Novena não será feita antes da missa e, sim, durante as celebrações. Muitas pessoas não chegavam a tempo de participar desse momento tão especial e, fazendo durante as celebrações, oferecemos a possibilidade de todos estarem presentes”, detalhou o pároco da Catedral Diocesana de Santos, Pe. Claudenil Moraes, responsável pela organização da Festa.

Amanhã, Dia da Padroeira, um dos pontos altos dos festejos será a Missa Campal, às 9h30, na Praça Patriarca José Bonifácio, presidida por Dom Giovanni D’Aniello e concelebrada por Dom Tarcísio e todo o clero de Santos, junto de todos os fiéis. Em seguida, ocorrerá a Procissão, conduzindo a imagem de Nossa Senhora até o Paço Municipal, onde haverá Renovação da Consagração da Cidade e, por fim, o retorno ao Santuário.

Agenda:

07/09

09h - Santa Missa - Pe. Aluísio Antonio da Silva e Legião de Maria
12h – Reza do Santo Rosário – Seminaristas do Seminário São José
14h – Celebração Pastoral Familiar Centro I
17h – Santa Missa – Pe. Silvio dos Santos e Renovação Carismática Católica
19h – Missa e 9º Dia de Novena. Tema: Maria, Mãe dos vocacionados. Seminário Diocesano São José

08/09

Na Catedral

Festa da Padroeira
07h – Santa Missa - Pe. Renan Fonseca e Censi
09h30 – Missa Campal, em frente à Catedral, presidida por Dom Giovanni D’Aniello, Núncio Apostólico do Brasil, Dom Tarcísio Scaramussa e clero de Santos.

Em seguida acontecerá a procissão, conduzindo a imagem de Nossa Senhora até o Paço Municipal de Santos, onde haverá Renovação da Consagração da Cidade a Nossa Senhora do Monte Serrat, retornando para o Santuário.
 
No Santuário
Encerramento da Festividade
10h – Santa Missa
Pe. Claudio da Conceição
16h – Missa Campal – Dom Tarcísio Scaramussa
19h – Missa Campal de Encerramento

Diocese de Santos e entidades civis realizam o Grito dos Excluídos em Cubatão e Itanhaém

Na data em que é comemorado o Dia da Independência do Brasil, movimentos ligados às questões sociais se unem para colocar um holofote sobre a situação daqueles que vivem ­marginalizados pela ­sociedade. Esse é o objetivo do Grito dos Excluídos, evento realizado nas capitais e cidades pelo País, e que acontecerá hoje em Cubatão e Itanhaém­.

Neste ano, o tema é ‘Vida em Primeiro Lugar’ e o lema ‘Por direito e Democracia, a luta é todo dia’.  A iniciativa, encabeçada pela Igreja Católica por meio da Pastoral da Cidadania da Diocese de Santos, tem cunho ­ecumênico e tem como foco dar visibilidade para a população que vive em condições precárias de moradia, saúde, educação e desigualdade social. O Grito é uma manifestação popular carregada de simbolismo e aberto a grupos, entidades e movimentos sociais comprometidos com as causas dos ­excluídos.

A realização acontece no dia 7 de Setembro para provocar uma reflexão sobre a necessidade de uma cidadania ativa e que colabore com a construção de uma sociedade justa, solidária, plural e fraterna. “Com isso este dia deixa de ser de festa e celebração, por uma independência que nunca foi realmente ­conquistada, para ser um dia de ­conscientização política e de luta por um Brasil melhor”, ­destaca Ricardo Fisher, coordenador diocesano da Pastoral da Cidadania.

Programação na Baixada

13h - Concentração - Praça Portugal - Cubatão.
13h45 - Acolhida: Thiago Mancha Pastoral da Cidadania da Diocese de Santos e Fábio Sind. dos Petroleiros.
14h - Espiritualidade a cargo das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs)
14h30 -Apresentação de Maracatu com o Grupo Zabelê.
15h - Por Direitos e Democracia - Realidade Nacional - Eneida
15h20 - Por Direitos e Democracia -Michel (Assojubs e Sintrajus)
15h40 - Apresentação Cultural.
16h - Por Direitos e Democracia -Realidade Local - Paloma (Cursan)
16h20 - Por Direitos e Democracia – Fábio/Sind. dos Petroleiros.
16h35 - Motivação para a caminhada.
16h40 - Caminhada até a Praça Frei Damião - Vila Nova, Cubatão.
18h - Celebração Ecumênica
18h30 - Encerramento.

Itanhaém:

9h- Celebraçãoo na Igreja Matriz N. Sra. da Conceiçao (Centro).
10h – Coreto do Calçadão – Apresentação da Banda Super Show e fala de representantes das entidades.

Colunas

Contraponto