Entrada da Cidade

Mãe expõe falta de cozinheira em escola de Santos

Segundo ela, isso vem ocorrendo desde a semana passada, na UME Rubens Lara, no Morro Nova Cintra. A UME Cyro de Athayde Carneiro também estaria sofrendo o mesmo ­problema

Comentar
Compartilhar
07 MAR 2018Por Da Reportagem08h00

Revoltada com a falta de cozinheira na escola, a mãe Marly Siqueira, resolveu publicar em seu perfil, nas redes sociais, a foto do filho mostrando um bilhete da direção do colégio alertando a situação. Segundo ela, isso vem ocorrendo desde a semana passada, na Unidade Municipal de Educação (UME) Rubens Lara, localizada na Rua Lucinda de Matos, 293 - Morro Nova Cintra. A UME Cyro de Athayde Carneiro também estaria sofrendo o mesmo ­problema.

O bilhete possui um carimbo de 5 de março último. A Direção informa aos pais que, a partir do dia 6 (dia seguinte), o “almoço e o lanche da tarde estarão suspensos em função da falta de cozinheiras” na unidade. Apenas os alunos da Escola Total iriam receber almoço. “Aos demais, será fornecido lanche seco”, completa a Direção.  

Direito

“Olha o absurdo. É direito da criança ter uma refeição na escola. Se não está tendo por falta de profissionais, por que não contratam novas cozinheiras? Muitas passaram no concurso público e até hoje não foram chamadas. Eu, como mãe, quero a solução”, afirma a mãe em seu perfil.  

Procurada pela Reportagem, Marly disse que, infelizmente, isso é uma realidade.  Ela também reclama da falta de material e uniforme escolar e diz que a Administração teria suas atenções voltadas mais para o lado da orla de praia do que para a periferia da Cidade.

Bilhete informa que falta de cozinheira impede o fornecimento de refeições às crianças

Vereadores

A mãe chegou ainda a pedir ajuda de dois vereadores, Lincoln Reis (PR) e Audrey Kleys (PP), mas somente Kenny Mendes (PSDB) e Telma de Souza (PT) cobraram  uma solução na última segunda-feira (5), via plenário da Câmara.

Prefeitura

Em nota, a Secretaria de Educação (Seduc) esclarece que das seis cozinheiras, quatro estão em licença médica. Informa ainda que na própria segunda-feira remanejou funcionárias para que a merenda fosse servida normalmente no dia seguinte, quando a Direção disse que não haveria comida.

Destaca também que nomeou duas novas cozinheiras e que uma delas começa hoje na UME Rubens Lara. A Seduc destaca que o fornecimento da merenda está sendo feito e que todas as refeições foram servidas ontem normalmente.

Colunas

Contraponto