Santos

Inscrições para oficinas Pagu na Cadeia Velha começam nesta quinta

A atividade é voltada para atores e público em geral, visando aprimorar a expressividade corporal, vocal e o exercício da improvisação

Comentar
Compartilhar
17 MAI 2018Por Da Reportagem19h01
A Oficina Pagu volta a ter atividades na Cadeia VelhaFoto: Divulgação/PMS

A Oficina Pagu volta a ter atividades na Cadeia Velha. Os dois primeiros cursos, das dezenas que serão promovidas gratuitamente no local até novembro, abrem inscrições a partir desta quinta-feira (17), por meio do site www.egov.santos.sp.gov.br/fabricacultural. As atividades são resultado de parceria entre a Secretaria de Cultura em Santos e o governo do Estado.

Ministrada pela arte-educadora Luciana Raccini, a oficina Dança e o Espaço Urbano será realizada nos próximos dias 28 e 29 e também nos dias 5, 6, 12 e 13 de junho, das 17h às 19h. As aulas propõem exercitar a capacidade do bailarino/intérprete em adequar uma coreografia ensaiada previamente a um espaço desconhecido, na rua.

Os pré-requisitos para os participantes são ter conhecimento mínimo de expressão corporal e aptidão a desenvolver atividades psicofísicas e esportivas em geral. Não há restrição de idade.

A segunda oficina com inscrições abertas é de Experimentação para o Teatro de Rua, que será ministrada pelo ator e diretor Caio Martinez, nos dias 8, 15, 22 e 29 de junho, e 6, 9, 13, 16, 20, 23, 27 e 30 de julho, das 19h às 22h.

A atividade é voltada para atores e público em geral, visando aprimorar a expressividade corporal, vocal e o exercício da improvisação como ferramentas de construção de cenas autorais. As atividades são referenciadas por elementos do Teatro Épico de Bertolt Brecht, a palhaçaria.

Vocação

A volta da Oficina Pagu à Cadeia Velha é um momento a ser comemorado, como ressalta o secretário municipal de Cultura, Rafael Leal. "As atividades artísticas são a principal vocação da Cadeia Velha. A volta da Oficina Pagu é uma conquista da Cidade e dos movimentos culturais que tanto se mobilizaram ao longo dos últimos anos".

Os oficineiros também estão felizes com a retomada. "A volta das oficinas oxigena a Cidade, dando conteúdo para algo que estava parado, além de movimentar toda a cadeia de artistas de Santos. E quando estou falando de arte, estou falando também de educação", disse Luciana Raccini.

Mais oficinas

Nas próximas semanas serão divulgas as outras oficinas, em diversos segmentos artísticos, que serão realizadas na Cadeia Velha e em outros espaços culturais. Encerrado no final de abril, o chamamento público realizado pela Secult para o cadastramento de oficinas recebeu 126 propostas de profissionais ligados às artes.

As propostas ainda estão sendo avaliadas considerando a clareza e qualidade do projeto, a comprovação de conhecimento e experiência na modalidade, os métodos de trabalho, o interesse público sociocultural e a capacidade técnica.

O convênio assinado entre a Secretaria de Cultura do Estado e a Secult destinou R$ 214 mil para manutenção das Oficinas Pagu.

Colunas

Contraponto