Hospitais municipais da região não aumentam efetivo durante feriado

Demanda cresceu no Ano Novo, mas o efetivo se manteve porque movimento ficou dentro do esperado

Comentar
Compartilhar
07 JAN 2019Por Vanessa Pimentel09h25
A UPA Central de Santos chegou a receber 500 pacientes por dia, cerca de 10% acima do habitualFoto: Rodrigo montaldi/arquivo/diário do litoral

A maioria dos hospitais municipais da Baixada Santista registrou aumento no número de atendimentos médicos durante o feriado de ano novo, mas de acordo com as prefeituras, não foi necessário aumentar o número de funcionários, pois a demanda não prejudicou a rotina nas unidades. 

O Pronto Atendimento do Hospital Municipal de Bertioga, por exemplo, atendeu 32,5% a mais em comparação com a média de atendimentos fora do feriado. De acordo com a Diretoria de Saúde, passaram pelo local 2.656 pacientes entre os dias 29/12 e 1/01. Já as chamadas do SAMU subiram em 64%, somando 147 chamados.

A UPA de Peruíbe chegou a realizar mil atendimentos por dia na virada do ano, quando a média não passa de 400 diários. 

Em Santos, tanto o Pronto Socorro da Zona Leste quanto o Pronto Socorro da Zona Noroeste mantiveram a média diária de atendimentos no último feriado, com 182 pacientes no dia 31 e 175 no primeiro dia do ano na ZL, e 441 na unidade da ZN.

Já a UPA Central da cidade chegou a receber 500 pacientes por dia, cerca de 10% acima do habitual. Mas, de acordo com a Fundação do ABC, responsável pela gestão da unidade, o aumento é considerado normal e esperado devido à maior quantidade de pessoas na cidade nesta época do ano.

São Vicente foi a única cidade que, por meio da Secretaria da Saúde (Sesau), informou que o movimento diminuiu no Hospital Municipal, assim como nos anos anteriores. 

“Em feriados há redução no atendimento, que se eleva tão logo eles terminem”, explicou. 

A UPA de Mongaguá, entre os dias 28/12 e 1º, registrou 2.349 atendimentos, com cinco médicos atuando. Já o Pronto Socorro Central contou com dois profissionais que realizaram 1.602 atendimentos.  

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém, no período do feriado de Ano Novo, entre  28 de dezembro a 2 de janeiro, realizou 4.753 atendimentos, número 27,5% maior em relação ao que foi realizado no natal. Destes, 3.126 foram atendimentos clínicos, 1.082 de pediatria, 154 de traumatologia, 255 emergenciais, 3 de bucomaxilo, e 133 curativos. 
Já Cubatão considerou os números normais até o dia 1°, ficando acima do esperado apenas no dia 2, com 386 atendimentos.

Colunas

Contraponto