Governador Alckmin autoriza R$ 21,5 milhões para o turismo da Baixada Santista

Recursos provenientes do Dade vão contribuir para o desenvolvimento da infraestrutura turística dos municípios

Comentar
Compartilhar
25 NOV 201415h03

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta terça-feira, 25, a celebração de convênios que garantem R$ 109,6 milhões de investimentos para melhorar a infraestrutura de 44 cidades do Estado de São Paulo. Os recursos serão firmados por meio de 100 convênios entre as prefeituras desses municípios e o Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), órgão subordinado à Secretaria de Turismo do Estado. Para a Baixada Santista o investimento será de R$ 21,5 milhões.

Os recursos financeiros são usados para fins diversos, como revitalização de ruas e avenidas, construção de centros turísticos, elaboração de plano diretor de turismo, revitalização de praças, melhorias nas orlas das praias, alargamento de pistas, ciclovias, guias, sarjetas, reforma das calçadas e terminal rodoviário, além da readequação da sinalização e da iluminação.

“Liberamos recursos para fomentar o turismo, melhor atender o turista e quem vive em 44 cidades do Estado de São Paulo. Turismo é importante porque gera emprego e renda, além de movimentar e estimular a economia criativa”, comentou Alckmin. "Governar é escolher, por isso as prefeituras devem escolher bem os projetos para fortalecer o turismo.”

 Os recursos serão firmados por meio de 100 convênios entre as prefeituras desses municípios e o Dade (Foto: Divulgação)

DADE

São Paulo é o único estado do Brasil que tem recursos destinados anualmente para o turismo de suas cidades: a verba do Dade é um recurso que está disponível para cada estância no orçamento do Estado todos os anos. E, para recebê-lo, as prefeituras devem determinar quais serão os objetos dos convênios a serem celebrados, ou seja, aonde a verba será aplicada.

No ano de 2013, a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo liberou cerca de R$ 283 milhões para as 67 estâncias, classificadas como Balneárias (15 cidades), Turísticas (29), Hidrominerais (11) e Climáticas (12). Já em 2014, foram repassados R$ 300 milhões. A partir de 2015, o Governo do Estado atenderá mais três cidades na categoria de Estâncias Turísticas: Olímpia, Guaratinguetá e Brotas.

Ao final dos quatro anos de governo de Geraldo Alckmin, o Estado terá investido cerca de R$ 1 bilhão em obras de infraestrutura turística em todo o estado de São Paulo. 

Colunas

Contraponto