Santos

Festival Santista de Teatro debate liberdade de expressão

Mais antigo evento do gênero em atividade no Brasil, FESTA 59 ocupará o Centro Histórico e a Orla de Santos entre os dias 1º e 7 de setembro

Comentar
Compartilhar
31 AGO 2017Por Rafaella Martinez09h00
O Festival Santista de Teatro ocupa as ruas do Centro Histórico e da Orla entre os dias 1º e 7 de setembroFoto: Sander Newton

Com o tema ‘Liberdade de Expressão’, o FESTA 59 - Festival Santista de Teatro ocupa as ruas do Centro Histórico e da Orla entre os dias 1º e 7 de setembro. O evento contará com a participação de companhias teatrais de Fortaleza, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Taubaté, Praia Grande, Cubatão, Itanhaém e Santos. Ao todo, o festival realizado pelo Movimento Teatral da Baixada Santista conta com mais de 50 atividades de teatro, circo, literatura, exposições de artes plásticas e fotografia, manifestação popular, música e dança. Toda a programação é gratuita.

O Festival Santista de Teatro é o mais antigo festival de artes cênicas em atividade do Brasil, reconhecido pelo Governo Federal com a Ordem do Mérito Cultural. Criado em 1958 por Patrícia Galvão, a Pagu, o evento já despontou nomes como os dramaturgos Plínio Marcos e Carlos Soffredini, além de promover o debate e a reflexão sobre as artes e políticas culturais durante esse período.

As apresentações acontecerão em diversos espaços do Centro Histórico e Orla, tais como Teatro Guarany, Centro Cultural Cadeia Velha, Praça dos Andradas, Bacia do Mercado, Arte no Dique, Valongo e Emissário submarino. Após cada apresentação teatral haverá um debate sobre o que foi exposto na montagem e situações cotidianas de cerceamento de liberdade às quais os artistas e os cidadãos de um modo geral estão expostos.

O Festa 59 tem realização do Movimento Teatral da Baixada Santista e Prefeitura de Santos, com apoio da Secult, Setur, Vila do Teatro, Centro Cultural Cadeia Velha, AGEM – Agência Metropolitana da Baixada Santista, Projeto Guri  e Governo do Estado de São Paulo. Mais informações: fb.com/festivalsantistadeteatro. Confira a seguir a programação completa.

Programação

Dia 1º de setembro (sexta-feira)

17h | Praça dos Andradas | Música | Orquestra de Cordas Friccionadas (Projeto Guri/Santos);
18h | Praça dos Andradas | Literatura | Leia Santos;
19h30 | Praça dos Andradas | Manifestação Popular | Maracatu (Grupo Zabelê de Cultura Popular/Cubatão);
20h | Teatro Guarany | Mostra Nacional | ‘O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu’ (Grupo Corpo Rastreado/São Paulo);
21h30 | Centro Cultural Cadeia Velha | Abertura da Exposição Fotográfica ‘Ciatas de Santos – Mulheres que no samba resistem’ de Rodrigo Montaldi Morales e da Exposição de Artes Plásticas ‘Consequência’, de Olivia Af. Exibição do documentário ‘Ensaio Aberto – Fomento ao Teatro’ e Roda de Samba da Velha Guarda da X-9;
23h50 | Praça dos Andradas | Festa ao ar livre | ‘For All - FESTA’, da Carcará Produções e Trio Mariaz (Forró Pé de Serra).

Dia 2 (sábado)

16h | Centro Cultural Cadeia Velha | | Mostra Paralela | Roda de Conversa ‘O que queremos para o teatro de arena Rosinha Mastrângelo’;
18h | Praça dos Andradas | Literatura | Leia Santos;
18h | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Contação de Histórias’ (Cia Histórias Brincantes/Praia Grande);
19h | Praça dos Andradas | Mostra Regional | ‘Guaiá de todos nós’ (Cia Burucutus/Itanhaém);
20h | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela | ‘Sleep Mode’ (Grupo TESCOM/Santos);
20h45 | Hall do Teatro Guarany | Mostra Paralela | ‘Performance 14’59’ (Grupo Gextus/Santos);
21h | Teatro Guarany | Mostra Regional | ‘PRETUme’ (Baobá Coletivo de Arte/Santos);
22h30 | Praça dos Andradas | Festa ao ar livre | ‘A Praça é Nossa’ (Coletivo 15/Santos);

Dia 3 (domingo)

11h30 | Emissário Submarino | Mostra Paralela | ‘Cortejo das Praiaças’ (Movimento de Palhaçaria Feminina da Baixada Santista);
12h | Emissário Submarino | Mostra Paralela | Intervenção ‘O que Será?’ (Cia Fruidores de Arte/Santos);
15h | Emissário Submarino | Mostra Nacional | ‘Um Canto para Carolina’ (Cia dos Inventivos/São Paulo);
17h | Centro Cultural Cadeia Velha | Workshop ‘Exercícios Terapêuticos da Medicina Tradicional Japonesa e o Corpo do Ator’, com Alexandre Maradei;
18h30 | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Blitz – o império que nunca dorme’ (Trupe Olho da Rua/Santos);
20h | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela | O homem que suava pérolas (TEP/Santos);
21h | Foyer do Teatro Guarany | ‘Boca Encarnada’, com Ailton Guedes, Claudynha Torres e Wagner Bastos;
21h30 | Teatro Guarany | Mostra Regional | ‘O dia d’elas’ (Bella Cia/Santos);
22h30 | Vila do Teatro | Rádio Futurafrica & Convidados
22h45 | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Arrastão’ (Cia Etra de Dança Contemporânea/Santos);
23h | Praça dos Andradas | Intervenção ‘Ferro em Brasa’ (Teatro Imaginário Maracangalha/MS);

Dia 4 (segunda-feira)

15h | Instituto Arte no Dique | Mostra Paralela | Intervenção ‘O que Será?’ (Cia Fruidores de Arte/Santos);
17h30 | Praça dos Andradas | ‘Quarteto de Cordas Martins Fontes’;
18h30 | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela | ‘Querô’ (Grupo Insuporsanos SECTUR/Praia Grande);
20h | Teatro Guarany | Mostra Regional | ‘#República: Muito Além Q’Entre Quatro Paredes’ (Coletivo 302/Cubatão);
21h | Praça dos Andradas | Roda de samba de terreiro (Movimento de Resistência Cultural Terreiro 13);
21h30 | Teatro Guarany | Mostra Paralela | ‘O balcão’ (Coletivo 8/Santos);

Dia 5 (terça-feira)

18h | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela | ‘As quatro esposas’ (Grupo TEP/Santos);
19h | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela | ‘Raça’ (Coro Cênico Céu da Boca/Santos);
20h | Cadeia Velha | Mostra Paralela | ‘Manifesto Artaud: um grito nas reticências do paraíso’ (Teatro Genoma/Praia Grande);
21h | Teatro Guarany | Mostra Regional | ‘Obá de Xangô’ (Teatro do Pé/Santos);
22h | Vila do Teatro | ‘O Bote – Baile Marginal’ (Coletivo Bote/Santos)

Dia 6 (quarta-feira)

15h | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Circular: Histórias da Mata’ (Teatro Aberto/Santos);
17h | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela |  ‘O Jantar’ (Grupo Mamutes Anões das Ilhas Ryukyu/Santos);
18h | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Treinalhaço: a competição do quem erra mais’ (São Bernardo do Campo);
19h | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘O Conto da Cantuária’ (Teatro Imaginário Maracangalha/MS);
19h45 | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | Performance ‘É du Vaziu’, com Matheus Lípari (Cubatão) ;
20h | Praça dos Andradas | Mostra Nacional| ‘O Show do Pimpão’ (A Brava Cia/São Paulo);
21h | Teatro Guarany | Mostra Nacional | ‘Urubu no Ar’ (Cia Quase Cinema/Taubaté);
23h59 | Embarque das catraias no Paquetá/Mercado Municipal | Mostra Regional | ‘Zona!’ (O Coletivo/Santos).

Dia 7 (quinta-feira)

14h | Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Nacional| ‘Teorema 21’ (Grupo XIX de Teatro/São Paulo);
15h | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Circular: Histórias da Mata’ (Teatro Aberto/Santos);
15h45 | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | ‘Treinalhaço: a competição do quem erra mais’ (São Bernardo dos Campos);
16h30 | Praça dos Andradas | Mostra Nacional | ‘Final de Tarde’ (Teatro de Caretas/Fortaleza) + Lançamento do livro de Teatro de Rua de Vanessa Gomes - + Lançamento do livro: “TEATRO DE RUA: DISCURSOS, PENSAMENTOS E MEMÓRIAS EM REDE”, com organização de Vanéssia Gomes, Licko Turle e Jussara Trindade;
17h30 | Praça dos Andradas | Mostra Paralela | Performance ‘Percursos Poéticos’ (Entrelace Coletivo/Santos);
19h| Teatro Guarany | Mostra Regional | ‘Aurora’ (Cia Arueiras do Brasil/Praia Grande);
20h| Praça dos Andradas | Mostra Nacional | ‘Tekoha – Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno’ (Teatro Imaginário Maracangalha/MS);
22h| Centro Cultural Cadeia Velha | Mostra Paralela | ‘Negrinha’ (Cia do Imaginário/Santos);
23h | Largo do Valongo em frente ao Museu Pelé | Festa ao ar livre ‘Jambú – Maradona é mejor’.

Colunas

Contraponto